Economia no bolso e festas de fim de ano impecável

É possível conciliar economia e ter um fim de ano bonito e agradável para comemorar a entrada de 2017

Leonídio de Oliveira Filho*

economia-no-bolso-e-festas-de-fim-de-ano-impecavel

O fim de ano chegou e o momento de crise econômica no Brasil ainda não melhorou. Justamente por isso é preciso saber economizar na hora de escolher a decoração e os presentes de Natal e Réveillon. Porém, ao sair de casa ou procurar na internet todo o material necessário para comemorar as festas de fim de ano, o consumidor pode se deparar com preços ainda exorbitantes para o bolso.

É necessário, portanto, saber pesquisar: bolas, guirlandas, árvores, luzes, entre outros, que podem ser de diferentes tipos, diferentes cores e diferentes tamanhos. Pois afinal, ainda há os itens que compõem a mesa, como pequenos enfeites, toalhas, bandejas, taças, jogos de jantar, velas, flores, tudo devidamente em harmonia com as cores tradicionais dessa época do ano, como vermelho, verde e dourado.

O consumidor precisa fazer uma boa pesquisa, com antecedência, e aproveitar as ofertas que surgem de última hora. “Durante um mesmo dia os preços podem variar muito, tendo pela manhã um valor e até a noite sofrer gradualmente baixas e/ou altas inesperadas”, conta Leonídio de Oliveira Filho, empresário e criador do Dica de Preço, site e aplicativo gratuitos para quem deseja pesquisar, buscar e trocar informações sobre os melhores preços encontrados em qualquer lugar do Brasil.

O site é uma ferramenta de buscas de preços e ofertas em tempo real, no qual o usuário pode simplesmente digitar o produto que procura e verificar através do botão de desconto, acompanhar as variações de preços ao longo dos últimos meses. Assim, é possível ter uma noção se aquele produto está realmente com um bom preço. Com o comparador, o consumidor também poderá verificar as diversas lojas que possuem o que ele procura, sem ser especificamente, apenas nas grandes redes varejistas. Muitas vezes, aquilo que se procura está ao lado de casa, sem necessidade de ter gastos com passagem ou combustível e estacionamentos.

Mas de acordo com o empresário, pesquisar também não basta. É preciso ter paciência e ir direto ao ponto da economia. “O bom consumidor sabe que é necessário ter paciência, não comprar por impulso ou uma oferta logo de cara sem antes pesquisar mais ou pechinchar”, afirma.

Para saber e conhecer mais do site, acesse www.dicadepreco.com.br

*Empresário e criador do site Dica de Preço.

Autor

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: