Alimentação e os problemas respiratórios

A alimentação pode auxiliar o paciente, principalmente melhorando o sistema imunológico, reduzindo a umidade interna e a produção de muco.

No inverno, a maioria das pessoas sofre com sintomas clássicos como coriza, nariz congestionado e espirros, devido principalmente ao tempo frio e seco. As pessoas que são alérgicas sofrem em maior intensidade e aqueles que possuem rinite, que trata-se de uma inflamação da mucosa nasal, podem ter os sintomas da doença exacerbados devido a reação a agentes como poeira, mofo, fumaça, pólen e até a alimentos.

Quando abordamos a rinite, devemos lembrar que se trata de um problema alérgico, porém existem rinites que não são de origem alérgica como as que ocorrem na gestação, as infecciosas e as relacionadas ao uso de medicamentos.

Para os casos de rinite e outros problemas respiratórios é necessário sempre a avaliação médica, onde é elaborado o tratamento que engloba cuidados gerais com o ambiente (limpeza por exemplo), medicação e vacinas em alguns casos. Algumas pesquisas mostram que o controle da umidade interna é importante para diminuir as crises de rinite.

A alimentação pode auxiliar o paciente, principalmente melhorando o sistema imunológico, reduzindo a umidade interna e a produção de muco. O uso dos alimentos antioxidantes reduz o processo inflamatório no organismo, o que contribui para evitar o problema.

O paciente que sofre com a exacerbação dos sintomas nessa época do ano podem seguir as seguintes recomendações alimentares:

– prefira vegetais cozidos: podem ser usados refogados e em sopas;

– utilize alimentos integrais: aveia, arroz integral, cereais matinais integrais;

– coloque um fio de azeite de oliva extra-virgem em suas refeições;

– faça uma avaliação médica para verificar se você não é alérgico a algum alimento;

– tempere os alimentos como salsa, cebolinha, hortelã. Evite cubos de carnes industrializados;

– aumente o consumo de água;

– somente durante as crises evite leite e derivados. Estes alimentos podem aumentar a formação de muco. Tenha uma orientação de como substituir estes alimentos para evitar carências nutricionais. Uma alternativa pode ser o uso de extratos de soja enriquecidos;

– aumente o consumo de fontes de ômega 3 como peixes, quinoa e linhaça;

– tenha uma alimentação natural, evitando os excessos de conservantes presentes dos enlatados e embutidos (salsicha, mortadela);

– faça chás como o de hortelã e de eucalipto;

– promova bons hábitos alimentares em sua casa. Planeje a alimentação da sua família.

Renata Dessordi

Renata Dessordi é nutricionista formada pela Universidade de Ribeirão Preto, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva. Mestra em Alimentos e Nutrição pela Unesp. Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela USP/Unesp. Auriculoterapeuta Francesa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: