Alimentação na Tensão Pré-Menstrual (TPM)

Grande parte das mulheres, em algum momento da vida, já sofreram com a tensão pré-menstrual, que se trata de uma série de sintomas que se manifestam antes da menstruação, como inchaço, enxaqueca, irritabilidade e tristeza.

Algumas mulheres possuem sintomas tão intensos que chegam a ficar incapacitadas de realizar as atividades diárias. Alguns fatores como a preocupação, estresse e depressão podem potencializar os sintomas, porém em alguns casos é necessário uma avaliação clínica para melhorar a qualidade de vida do paciente. O ginecologista é o profissional ideal para diagnosticar e tratar a TPM. Porém, muitos alimentos podem ser utilizados para amenizar os sintomas.

Estudos indicam que no período pré-menstrual, alguns dos sintomas podem ser indicativos da deficiência de alguns nutrientes. Assim, o equilíbrio nutricional é um dos pilares do tratamento.

As mulheres que enfrentam esse problema podem amenizar esse quadro seguindo algumas dicas alimentares:

– Ingerir uma boa quantidade de alimentos ricos em magnésio como figo, aveia e beterraba, alcachofra, quiabo, abacate, banana especialmente nos dias que precedem e também durante a menstruação;

– Consumir bastante água para evitar a retenção de líquido;

– Consumir também outros líquidos como água de coco e chás, sem açúcar;

– Dar preferência aos carboidratos complexos (pães integrais, arroz integral);

– Evitar: açúcar, doces. Ingerir uma vez por semana;

– Consumir diariamente alimentos fonte de ômega-3 como atum, salmão, sardinha, arenque, semente de linhaça;

– Incluir o azeite na alimentação;

– Consumir alimentos fonte de cálcio (iogurte naturais, queijo branco, coalhada) no mínimo três vezes por dia;

– Ingerir, diariamente, uma porção pequena de oleaginosas: castanha-do-pará, castanha-de-caju, nozes, amêndoas, avelã e pistache;

– Consumir alimentos fonte de fibras como frutas, verduras, cereais integrais, leguminosas (feijão, grão-de-bico, soja, ervilha, lentilha, vagem);

– Praticar atividade física;

– Incluir soja e derivados;

– Ingerir 1 copo de suco de uva roxa por dia;

– Evitar condimentos, embutidos, enlatados e alimentos ricos em sódio como molho inglês e caldos de carne.

Renata Dessordi

Renata Dessordi é nutricionista formada pela Universidade de Ribeirão Preto, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva. Mestra em Alimentos e Nutrição pela Unesp. Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela USP/Unesp. Auriculoterapeuta Francesa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: