Artistas cravinhenses devem se cadastrar para auxílio emergencial na área cultural

Cadastro para recebimento de auxílio emergencial deve ser feito diretamente no link https://forms.gle/Q3fCt3wEfFbWCTwT8. Para dúvidas e informações o telefone é 3951-1614.

O Governo Federal sancionou no dia 29 de junho, o Projeto de Lei “Aldir Blanc”, que tem como objetivo ajudar profissionais e organizações culturais que perderam renda em razão da crise de Pandemia do Coronavírus. O texto aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro prevê o pagamento de auxílio de R$ 600 para artistas informais. Ao todo serão distribuídos R$ 3 bilhões para a área, os quais serão transferidos da União para Estados, Distrito Federal e municípios. Entretanto ainda não é possível prever quando os recursos chegarão, já que esse prazo ainda depende de regulamentação do Governo Federal.

“Os servidores da Secretaria Municipal de Cultura vêm se preparando para receber o recurso, para que assim que for disponibilizado, possamos agir com rapidez”, afirma a secretária da Cultura e Turismo de Cravinhos, Andréa Gaspar Carrascosa, que ainda completa ressaltando que “é muito importante que os artistas e os trabalhadores da cultura de Cravinhos, que foram impactados pela crise gerada pela pandemia, realizem seu cadastro na Secretaria de Cultura e Turismo”.

Podem receber o auxílio emergencial de R$ 600,00 trabalhadores da cultura, como por exemplo, artistas, contadores de histórias, produtores, técnicos, curadores, trabalhadores de oficinas culturais e professores de escolas de arte e capoeira (ver quadro completo).

“Muitos artistas estão parados devido a Pandemia Mundial do Coronavírus, assim esse auxílio vem ajudar a todos, para que possam se manter durante esse período que teatros e outros segmentos devem permanecer fechados”, comenta a diretora de Cultura e Turismo de Cravinhos, Fernanda Molezini.

Também haverá subsídios para manutenção de espaços culturais, pequenas empresas e organizações comunitárias que podem variar de R$ 3 mil a R$ 10 mil por mês, mas nesse caso para receber o valor, eles precisam estar inscritos em pelo menos um cadastro de projetos culturais do estado ou Distrito Federal.

Os artistas cravinhenses ou proprietários de espaços culturais que queiram se cadastrar para receber o auxílio emergencial devem fazer diretamente no link https://forms.gle/Q3fCt3wEfFbWCTwT8. Para mais informações o telefone é o (16) 3951-1614.

Requisitos para receber o auxílio emergencial

– Ter trabalhado ou atuado socialmente na área artística nos 24 meses anteriores à data da publicação da lei (30/06/2020);

– Não ter emprego formal;

– Não receber outro benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal (com exceção do Bolsa Família);

– Ter renda familiar mensal de até meio salário-mínimo por pessoa ou total de até três salários-mínimos;

– Não ter recebido mais de R$ 28.559,70 em 2018;

– Não receber auxílio emergencial.

Quem pode realizar o Cadastro para o recebimento – Artistas

Arte Educadores, Artesãos, Artistas Plásticos, Atores/Atrizes, Antiquário, Bonequeiros, Bordadeiras, Brincantes, Camareiro, Cantores, Capoeiristas, Caracterizador, Cartoonista, Cenógrafo, Cenotécnicos, Cineastas, Cinegrafistas, Cineclubistas, Compositores, Contadores de histórias, Contra Regra, Cozinheiro tradicional, Customizadores, Dançarinos, Desenhistas, Designer Gráfico, Diagramadores, Direção Teatral, Drags Queens, Dramaturgos, Doceiros, Dubladores, Escritores, Encadernadores Artesanais, Equilibristas, Estampadores, Editores de Imagem e Som, Figurinistas, Foliões de Reis, Guias Turísticos, Grafiteiros, Hip hops / Mc’s, Iluminotecnicos, Ilustradores, Jongueiros, Luthiers, Locutores, Mágicos, Malabaristas, Maquiadores, Memorialistas, Mestres Sabedores, Montadores, Musicistas, Músicos, Peruqueiro, Palhaços, Poetas, Preparador Corporal, Preparador da voz, Produtores Culturais, Quilombolas, Rendeiras, Romancista

Roteirista, Ritimistas, Radialistas, Sambistas de roda, Sonoplastas, Tatuadores, Transformistas e Trapezista.

Quem pode realizar o Cadastro para o recebimento – Espaços Culturais

Academias de danças, Ateliers, Bandas musicais, Bibliotecas Comunitárias, Casas de artes, Cineclubes, Cinemas de rua, Círculo de Mulheres Cantoras, Cultura Caiçara, Feiras de artesanatos, Feiras literárias, Grupos de danças populares, Grupos teatrais, Palco sobre Rodas, Ponto de arte na rua, Pontos de cultura, Pontos de venda de livros, Quilombos, Roda de cultura popular, Rodas de capoeira, Sociedades musicais, Tradicional de raiz africana, Tradicional de raiz cigana, Tradicional de raiz indígena, Videotecas.

Quem pode realizar o Cadastro para o recebimento – Editais/Projetos e prêmios

Criação de sites e plataformas, Edição de livros, Festivais de artes (Teatro, literatura, música e dança), Gravação de CDs, Montagem de espetáculos, Montagem de shows, Montagens de clipes e Podcasts.

Quem pode realizar o Cadastro para o recebimento – Aquisição de ativos

Acervo arqueológico, Artes Plásticas, Coleções diversas, Fotografias, Hemerotecas, Livros e Videoteca

 

Quem pode realizar o Cadastro para o recebimento – Credito Bancário

Canais de tevê culturais, Casas de shows, Editoras, Estúdios fonográficos, Lojas de artesanato, Produtoras de eventos, Produtoras de vídeos e Serviços de som e luz.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: