Prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda termina hoje (28/04)

Declarações do Imposto de Renda começaram a ser entregues no dia 02 de março, mas em torno de cinco milhões de contribuintes deixaram para realizar o procedimento no último dia do prazo

A Receita Federal recebeu, até às 17h de quinta-feira (27/04), o total de 23,46 milhões de declarações do Imposto de Renda, mas a expectativa da instituição é receber até às 23h59 de sexta-feira (28/04), último dia para realizar a declaração, um total de 28,3 milhões.

“Ainda há tempo e o contribuinte normalmente deixa para a última hora. Nessa sexta-feira teremos uma movimentação muito grande, inclusive já e esperada sobrecarga no sistema”, diz o supervisor do Imposto de Renda, Joaquim Adir.

Neste ano de 2017 tem que fazer a declaração quem tiver recebido em 2016, um rendimento tributado superior a R$ 28.559,70. Precisa ainda declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; quem obteve, em qualquer mês de 2016, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros.

Segundo o supervisor do Imposto de Renda, Joaquim Adir, site da Receita Federal deverá sofrer sobrecarga nessa sexta-feira (28/04)

“O contribuinte que está obrigado a fazer a declaração do Imposto de Renda e não a faz, o mesmo terá o CPF pendente de regularização, prejudicando seu dia a dia para obter créditos, participação em concursos públicos, financiamento habitacional, e emissão de passaporte. Lembrando que a multa para quem deixar de entregar a declaração é de 1% ao mês de atraso, limitada a 20% do valor devido. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74”, explica a contabilista Vanessa Miranda.

Ainda segundo Miranda, a declaração deve ser feita pela internet e os contribuintes que enviaram a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda – caso tenham direito a elas. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.

A contabilista Vanessa Miranda diz que contribuinte que deixa de declarar o Imposto de Renda pode sofrer diversas sanções

As restituições começarão a ser pagas em 16 de junho e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caíram em malha fina.

Neste ano uma das novidades é que os contribuintes terão que informar o CPF das pessoas listadas como dependentes e que tenha 12 anos ou mais. Até o ano passado, a exigência era para dependentes acima dos 14 anos.

Para mais informações, bem como quem não quer pagar um escritório de contabilidade, e sim fazer a Declaração do Imposto de Renda sozinho (o que muitas vezes pode dar inconsistência nas informações e prejudicar o contribuinte futuramente), poderá acessar o site www.receita.fazenda.gov.br.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: