Cravinhos avança na educação com tecnologia de ponta

Plataforma e programa audiovisual estão sendo instalados nas escolas municipais de Cravinhos, para que alunos possam ter aula em tempo real e interagir com os professores.

A pandemia do novo coronavírus – Covid-19 exigiu de todos a adaptação a novos padrões de relacionamento humano, novas formas de trabalho e novos hábitos que chegaram de forma impositiva.

A educação foi duramente prejudicada por esse cenário quando, em março de 2020, as escolas tiveram de fechar as portas para o ensino presencial, tendo que se reorganizarem para oferecer o ensino remoto, guiado pelas novas tecnologias. Professores se reinventaram e adequaram suas aulas para um novo modelo, da mesma forma que alunos e famílias tiveram seu dia a dia transformado, tornando suas residências ambientes de estudo.

Pensando nisso, a administração municipal de Cravinhos, através da Secretaria de Educação, não mediu esforços para a implantação de um modelo inovador para que o processo educacional do município conseguisse minimizar os impactos na aprendizagem sofridos durante a pandemia, além de facilitar a rotina e aprimorar o trabalho dos professores.

Autoridades municipais durante o lançamento da Plataforma da Educação
Foto: Kennedy Oliveira

Após processo licitatório, foi implantada na rede municipal de ensino a Plataforma Educacional Betha e adquirido um estúdio audiovisual para cada escola, que, associados, oferecerão aos docentes muitas possibilidades de dar mais qualidade às suas aulas, como, por exemplo, a gravação e disponibilização de conteúdos programáticos, transmissão de aulas ao vivo, bem como a promoção da interação com os alunos e famílias.

“Nós estamos fazendo uma inovação. Muitas pessoas vêm de um sistema diferente, então existe certa dificuldade para todos se adequarem, mesmo sendo professores capacitados e conceituados. Mas temos certeza de que todos os profissionais da área de Educação estão focados em aderir a essa plataforma e dispostos a enxergarem que não estão fazendo o bem para a administração municipal, mas, sim, para o nosso povo, nossas crianças, nossos estudantes”, diz o prefeito de Cravinhos, Itamar Bueno.

A plataforma educacional abrange tanto os aspectos administrativos da unidade escolar quanto aspectos pedagógicos; tem ambiente bastante intuitivo, visualmente agradável, com boa navegabilidade e acessibilidade, tanto para professores quanto para alunos, contribuindo, assim, para a continuação e otimização do processo de ensino-aprendizagem.

Momento da apresentação da plataforma para diretores e coordenadores das escolas municipais
Foto: Kennedy Oliveira

“Quando a Pandemia chegou ninguém sabia como agir, então essa plataforma vai dar um ganho a mais na nossa Educação. Nós sabemos que essa inovação vai chegar lá na ponta, e os alunos poderão ter um ganho enorme, para que eles possam recuperar, ao menos, um pouco do que ele perdeu. E agora nós temos que nos adequar ao novo normal, que é o mundo virtual”, comenta o vice-prefeito de Cravinhos, Márcio Barroso.

Durante o mês de maio, professores e equipes de secretaria e gestão das escolas foram capacitados por profissionais da empresa contratada, iniciando, em seguida, o processo de digitação de dados na plataforma. Vale ressaltar que o recurso permite integrar as informações referentes a alunos, notas, frequência, professores e disciplinas por eles ministradas, atendendo também outros serviços como matrículas, planejamento semanal e diários de classe.

“A plataforma Betha vem para desburocratizar o serviço do secretário de escola, facilitar a vida dos professores e, principalmente, ajudar os nossos alunos pós-pandemia, já que a Pandemia nos trouxe um prejuízo pedagógico muito grande. Os alunos poderão assistir às aulas de suas casas e os pais terão acesso a tudo e no momento em que quiserem, uma vez que as aulas ficarão salvas na ‘nuvem’. A tecnologia veio mesmo para nos ajudar e fazer com que os estudantes tenham oportunidade de recuperar conteúdos, além de retomarem a rotina escolar que foi muito prejudicada nesse período”, avalia a secretária municipal de Educação, Márcia Donato.

A desburocratização vem como uma proposta de simplificação para o acesso aos dados educacionais e pedagógicos, tornando os serviços das escolas mais rápidos e eficientes. Por sua vez, o novo recurso audiovisual trará melhor atividade e interatividade para o processo educacional.

“Temos certeza de que essa plataforma e o estúdio audiovisual são uma novidade não só para a nossa cidade, mas no Estado de São Paulo, e, sem dúvidas, essa tecnologia chega para qualificar ainda mais a Educação de nossa cidade”, avalia Itamar Bueno.

No mês de agosto alunos e famílias, de todas as escolas municipais, já serão orientados quanto ao acesso à plataforma educacional.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: