Um bom exemplo no horizonte

Nesta foto, você vê o Falcon 9, um foguete da SpaceX, fundada pelo empreendedor Elon Musk. Uma empresa 100% privada que, pela iniciativa de sonhadores e sem dinheiro estatal em sua fundação, está revolucionando a conquista do espaço.

Do mesmo modo podemos comparar o estádio do Orlando City, do qual o brasileiro Flávio Augusto é proprietário e foi construído com 100% de dinheiro privado, sem participação alguma de dinheiro estatal, que é resultado da ousadia e do sonho de quem acredita no crescimento do futebol no maior mercado de marketing esportivo do mundo.

O que as duas coisas têm em comum?

Pessoas que produzem riquezas e que colocam seu patrimônio em risco para produzirem mais riquezas, beneficiando o desenvolvimento de suas comunidades e geração de riquezas para seus acionistas.

Esse é o verdadeiro valor da iniciativa individual que também redunda na alta geração de empregos. Elon Musk, por exemplo, até o momento, gerou mais de 35 mil empregos em suas empresas, sendo a maioria nos EUA. Por outro lado, Flávio Augusto gerou cerca de 10 mil empregos em suas iniciativas, sendo a maioria no Brasil.

No dia em que o Estado brasileiro der o devido valor a quem produz para pagar as suas contas, o Brasil atrairá mais investidores, vai gerar mais empregos e sua economia será comparada às maiores do mundo.

Caso isso não aconteça, continuaremos subaproveitados e com um sistema que favorece uma elite política insaciável e uma pequena parcela de funcionários públicos de alto clero que somente sabe gastar e nada produzir.

Mas isso está perto de mudar…

Luis Fernando Câmara

É presidente da Vox2You – a Arte de falar bem, e empreendedor desde a adolescência.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: