Festa das Nações de Cravinhos supera as expectativas

Primeira edição da Festa das Nações, em Cravinhos, aconteceu de 12 a 14 de Maio, na Praça Central, e contou com comidas típicas, danças e grandes shows

O município de Cravinhos sempre foi muito ligado a diversos imigrantes, sejam eles italianos, japoneses, libaneses, portugueses, espanhóis e tantos outros que por aqui chegaram e foram bem recebidos, assim ficando e constituindo suas famílias. São também essas pessoas que ajudaram no crescimento e fortalecimento da cidade. Entretanto muitas pessoas não conhecem o costume, crença e cultura desses povos que hoje são um “braço forte” do município.

Apresentação da Escola Japonesa de Mombuca (Guatapará)

Foi pensando nisso, que a administração municipal, através da Secretaria da Cultura, decidiu por realizar a 1ª edição da Festa das Nações, a qual demonstrou um pouco das tradições desses povos que estão não só em Cravinhos, mas em toda região.

Fred Rovella e Banda Show

“A Festa das Nações superou as nossas expectativas e também de todas as entidades participantes, bem como os clubes de serviços e Lojas Maçônicas que trabalharam em prol da solidariedade. Todos puderam conhecer um pouco mais da cultura, crenças, religiosidade e costumes dos países ali retratados. E acredito que no ano que vem poderemos melhorar ainda mais e fazer algo até maior”, diz a secretária da Cultura de Cravinhos, Andréa Gaspar Carrascosa.

Grande público se fez presente durante todo o evento da Festa das Nações de Cravinhos

O evento também contou com a participação dos clubes de serviços da cidade, sendo eles: Lions Clube, Rotary Club e as Lojas Maçônicas Esperança, e Pátria e Família. As entidades participantes foram: Casa da Criança e ONG SARA (Portugal); Casa Mãe, Casa Lar e Santa Casa (Itália); Casa Amparo Espírita “Caminho de Luz” e Irmãozinhos de Jesus (Brasil); APAE e Associação Toda Vida (Japão); e Lar São Vicente de Paulo e Irmãs Franciscanas (Líbano).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: