Campanha de vacinação antirrábica, em Cravinhos, já vacinou 471 cães e 186 gatos

A vacinação é gratuita e os interessados tem até o final de maio para agendarem um horário e levarem seus cães e gatos para serem imunizados.

A Campanha antirrábica em Cravinhos teve início no dia 06 de abril e se prorrogará até o final desse mês de maio. O objetivo é imunizar a maioria de cães e gatos dos moradores da cidade, mas nesse ano ao invés de serem feitos postos de vacinação móveis, cada dia em uma localidade, os cães e gatos estão sendo vacinados, exclusivamente e horários agendados, no Centro de Controle de Zoonoses.

“Devido a Pandemia Mundial do Coronavírus decidimos não fazer pontos de vacinação itinerantes, pois, poderia ocasionar aglomerações, com isso todos que desejam podem agendar pelo telefone e marcamos um horário para que o responsável leve seu animalzinho até o Centro de Controle de Zoonoses, onde o mesmo receberá a dose antirrábica”, diz a veterinária da Prefeitura Municipal de Cravinhos, Dra. Ana Carolina Saquy.

Foto: Kennedy Oliveira

A vacina é a única maneira de imunização contra a raiva, e por isso tem sido realizada com muita seriedade e responsabilidade. No mês de abril foram vacinados 395 cães e 110 gatos. Já nas primeiras semanas de Maio esse número é de 76 cães e 10 gatos.

“As pessoas que estão trazendo os cães e gatos nos carros não precisam nem descer com os animais, porque fazemos a vacinação dos animais dentro do próprio veículo, assim também evitando aglomeração de pessoas no Centro de Controle de Zoonoses”, revela Carolina Saquy.

Foto: Kennedy Oliveira

A vacinação é gratuita e os interessados tem até o final de maio para levarem seus cães e gatos. Mas para isso é necessário agendar, exclusivamente, pelo telefone 3951-1314, de 2ª a 6ª feira, das 9h às 12h. No dia da vacinação o responsável deverá levar a carteira de vacinação do animal.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: