Morre o poeta Ferreira Gullar

O poeta estava internado no Hospital Copa D’Or no Rio de Janeiro. O velório acontece na Biblioteca Nacional e o enterro deverá ser hoje à tarde.

932401-ferreira20gullar_abl_4815Ferreira Gullar quando foi eleito para a Academia Brasileira de Letras  em setembro de 2014

O poeta Ferreira Gullar faleceu na manhã de domingo (04/12), aos 86 anos. Ele estava internado no Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro, entretanto a causa da morte ainda não foi informada. O velório acontece na Biblioteca Nacional e o enterro deverá ser hoje à tarde.

Ferreira Gullar nasceu em São Luís, em 10 de setembro de 1930, com o nome de José Ribamar Ferreira. Participou do movimento da poesia concreta, sendo então um poeta extremamente inovador e ativo na cultura brasileira.

O poeta comparava a cidade onde nasceu a Macondo, cidade fictícia do romance “Cem Anos de Solidão”, do colombiano Gabriel Garcia Marquez, onde tudo acontece depois. Dizia que as novidades demoravam a chegar em São Luiz e, por isso, quando começou a escrever, era como se estivesse no século passado.

Por ser comunista, Gullar enfrentou perseguição no período da Ditadura no Brasil e acabou tendo que sair do país. Morou em Moscou, Santiago, Lima e Buenos Aires. Em 2014, por quase unanimidade, a Academia Brasileira de Letras (ABL) imortalizou o poeta na cadeira 37, vaga com a morte do poeta e tradutor Ivan Junqueira.

img_9999

 

Autor

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: