Novo RG facilitará a vida de pessoas com deficiência e trará diversas informações

O serviço está disponível em todos os postos do Poupatempo do Estado e pode ser solicitado por quem vai emitir a Carteira de Identidade pela primeira vez ou para aqueles que forem providenciar a segunda via.

O novo RG começa a ser emitido nessa terça-feira (20/08) no estado de São Paulo. Entre as mudanças da carteira de identidade estão a dimensão reduzida e novos dispositivos que aumentarão a segurança contra falsificação. E também a concentração de diversas informações, entre elas a indicação de deficiências física, visual, mental e motora e tipo sanguíneo, bem como o número do título de eleitor, numeração da carteira de trabalho, certificado militar, cartão do SUS, carteira nacional de habilitação, entre outros.

“Para as pessoas com deficiência essa nova carteira de identidade vem auxiliar muito, uma vez que, com o laudo médico podemos indicar na realização da mesma qual a deficiência, assim evitando constrangimentos em certos locais e também evitando ter que levar diversos documentos em todos os lugares”, comenta o secretário da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de Cravinhos, Wagner Jandozo Perez.

Foto: SSP-SP

O cidadão também poderá optar por colocar o seu nome social no documento, sem a necessidade de alteração do registro civil. Para aumentar a segurança, o novo modelo conta com um QR Code que serve para garantir a autenticidade do documento.

O serviço está disponível em todos os postos do Poupatempo do Estado e pode ser solicitado por quem vai emitir a Carteira de Identidade pela primeira vez ou para aqueles que forem providenciar a segunda via.

Para o Superintendente da Prodesp, empresa de tecnologia do Estado de São Paulo, que gerencia o programa Poupatempo, Ernesto Mascellani Neto, a possibilidade de incluir dados de vários órgãos em documento único é um grande avanço.

“Por mês, quase 400 mil atendimentos para a emissão da Carteira de Identidade são realizados pelo Poupatempo. Isso comprova a importância que o RG tem na vida do cidadão”, afirma Mascellani Neto.

É importante ressaltar que os documentos no modelo antigo continuam valendo normalmente. A nova versão do RG atende a uma determinação do Governo Federal, por meio do decreto 9.278 de 2018, para a implantação do Documento Nacional de Identidade (DNI).

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: