‘O Prêmio Enchefs São Paulo mudou minha vida’

O Chef Tclei, 38 anos, sempre cozinhou por hobby, mas muitos amigos que tinham o privilégio de degustar suas deliciosas comidas, o incentivaram a conciliar a Arte e a sala de aula com a gastronomia.

Hoje (13/03) apresentamos a terceira história da nossa série de reportagens “Personagens de Cravinhos”, em que estamos retratando diversas pessoas do município cravinhense, que celebra seus 145 anos no próximo dia 19 de março. O projeto consiste em mostrar, durante o mês de março, um pouco das pessoas que levam o nome da cidade por todos os cantos do mundo, bem como se destacam na própria cidade, com seus empreendimentos, talento, simplicidade e carisma.

E vamos contar a história do professor e chef gastronômico, Robertclei Silveira Campos, mais conhecido como Chef Tclei, que concilia suas aulas de Artes com a gastronomia, e tem se destacado por todo o Brasil, inclusive vencendo o “Prêmio Dolmã”, o mais importante do segmento no território brasileiro, e que o tornou o embaixador da gastronomia do estado de São Paulo.

O Chef Tclei, 38 anos, sempre cozinhou por hobby, mas muitos amigos que tinham o privilégio de degustar suas deliciosas comidas, deram a dica para ele participar de um reality show gastronômico, que seria ali que se destacaria e ainda poderia abrir seu buffet e mostrar um pouco de seu grande talento nacionalmente.

O Chef Tclei tem se destacado por todo o Brasil, inclusive vencendo o “Prêmio Dolmã”
Foto: Arquivo Pessoal

“Muitos amigos falavam para eu participar de um reality show, mas eu nem conhecia o programa, porque não tinha TV paga em minha casa. Então em outubro de 2015 entrei na internet e me inscrevi, no programa ‘Cozinheiros em Ação’, transmitido pelo canal GNT, e que tinha como apresentador Olivier Anquier, mas nunca pensei que seria chamado. Em janeiro de 2016 estava no shopping e vi um espaço chamado ‘Espaço Gourmet’, então entrei e resolvi me inscrever para o curso de férias. E na segunda semana de curso fui chamado para participar do reality show da GNT. De imediato larguei tudo e fui, e claro que mesmo não tendo ganhado o programa conquistei uma grande bagagem que foi abrindo outras portas”, comenta o chef Tclei.

Acompanhe o nosso bate-papo com o cravinhense Chef Tclei, que nos conta um pouco de seus segredos e de onde vem a paixão pela gastronomia.

O Chef Tclei concilia suas aulas de Artes com a gastronomia
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Você tem outro talento que é pintar e ser professor. Como conciliar as duas atividades?

Chef Tclei – Com 17 anos eu dava aula particular, para crianças, de pintura em tela, na minha casa. Depois me especializei e me formei em Arte, pela faculdade de Jaboticabal, fiz pós-graduação em Artes e Criatividade na Unifran, e há 13 anos leciono na escola João Nogueira. Participei de alguns salões de arte com algumas obras realizadas em pintura em tela, fiz várias exposições nacionais, e tenho um acervo de mais ou menos umas 150 obras, porém eu não consigo mais pintar quadros. Atualmente dou aula de manhã, trabalho no despachante da família a tarde, tenho o buffet Tclei Gourmet e agora a Marmitaria Imperium Grill aos domingos. Então tenho que conciliar esses quatro trabalhos e acabei deixando a Arte um pouco de lado [risos].

InterTV Web – Você se destacou e até conquistou o prêmio do Enchefs. Qual foi a sensação?

Chef Tclei – Enchefs São Paulo mudou minha vida, me dediquei muito, fui até com forno nas costas para tentar a premiação. Porém não ganhei o 1º lugar, mas com o 2º lugar foi como se eu tivesse o maior troféu. Gratidão aos coordenadores Marcelo e Idalia que tão bem me acolheram.

InterTV Web – Ser professor ou chef gastronômico, o que você prefere?

Chef Tclei – Essa pergunta lembro bem de uma frase: “Escolha um trabalho que você ame e não terá que trabalhar um único dia em sua vida”. (Confúcio). Professor de Arte e a Arte da culinária faz o casamento completo.

InterTV Web – Qual o momento mais marcante que você teve com a culinária?

Chef Tclei – Digo que tive alguns momentos marcantes, entre eles: a participação do programa “Cozinheiros em ação”, com Oliver Anquier; a conquista do 2º lugar no Enchefs São Paulo, e o que eu mais me emocionei e tive apoio de toda cidade, inclusive da InterTV Web e do ex-prefeito de Cravinhos, o Boi, foi a final do Prêmio Dolmã, que aconteceu em Goiás, em qual ganhei uma das maiores premiações do Brasil me tornando chef embaixador da gastronomia do estado de São Paulo no ano de 2019.

Antes de ser chef gastronômico, o cravinhense se dedicava a pintar telas e desenvolver diversas técnicas de Artes
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Qual a história mais marcante que você tem com a cidade de Cravinhos?

Chef Tclei – História na qual eu ainda não era vivo, foi quando meu primo Nelsinho Fraga Silveira faleceu, me contam que a cidade toda se mobilizou, pois, ele era muito querido. E hoje existe em sua homenagem a estátua do “Motoqueiro” nas costas da rodoviária de nossa cidade. Digo que Cravinhos me propôs tantos momentos bons, apoio do prefeito e dos munícipes, mas o que me marcou demais foi a tradicional Fanfarra da Escola Souza Campos. Quando era pequeno sempre falei para os meus pais que um adia ia fazer parte da corporação, e depois de muitos anos eu consegui, só tenho que agradecer ao professor, Luiz Carlos Graminha por realizar esse meu sonho.

InterTV Web – Desde quando está em Cravinhos?

Chef Tclei – Meu avó Artur Fraga nasceu aqui, assim como a minha mãe. Os meus pais abriram a autoescola e despachante Campos em 1979, e nunca mais saímos daqui. Hoje tenho 38 anos, tomo conta do escritório dos meus pais, que em 2021completará 42 anos de sua fundação.

InterTV Web – O que Cravinhos significa em sua vida?

Chef Tclei – Minha cidade é um pedacinho do paraíso, Cravinhos minha cidade natal, significa amor e respeito com o próximo. Por isso que digo que gostaria de fazer muito mais por ela.

InterTV Web – Qual a mensagem que você deixa para Cravinhos em seus 145 anos?

Chef Tclei – “Cravinhos, cidade do desenvolvimento”.

InterTV Web – Suas considerações finais.

Chef Tclei – Vocês leitores que não moram em Cravinhos venham até a cidade, porque aqui somos acolhedores e nosso município está entre os melhores para se morar no Brasil.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Um comentário em “‘O Prêmio Enchefs São Paulo mudou minha vida’

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: