Assembleias de condomínio: por que ir?

Quando se trata de condomínio, tudo o que acontece no local é decidido a partir de assembleias. Quem mora em um condomínio sabe disso, mas nem todos têm a consciência sobre a importância de sua participação nessas reuniões, em que os moradores de juntam para discutir e decidir diversos assuntos de interesse comum. 

Nas assembleias são apresentadas a prestação de contas da administração, bem como sua aprovação ou recusa, assim como outros assuntos pertinentes como a necessidade de alguma obra ou manutenção, o apontamento de problemas e sua solução. Enfim, é o momento para a interação entre os moradores e a administração do condomínio, por isso, é essencial que todos estejam presentes.

Infelizmente, a maior parte dos moradores não comparece às assembleias, e é justamente por isso, que gostaria de enfatizar as razões pelas quais você deve ir, caso more em um condomínio.

A falta de interesse em participar acarreta insatisfações posteriores que poderiam ser evitadas. É comum que haja reclamações sobre decisões tomadas, principalmente, quando o assunto não precisa de no mínimo 2/3 de condôminos para que seja aprovado.

A participação de todos é muito importante porque, como os assuntos geralmente discutidos nas reuniões envolvem contratações e outras decisões que envolvem custo, quem não participa pode discordar dos valores que serão gastos e aprovados por quem foi.

Além disso, nas assembleias são estabelecidas as regras do condomínio e, depois de aprovadas, somente por intermédio jurídico ou por determinação de outra assembleia elas poderão ser alteradas ou anuladas.

 Uma dúvida recorrente é com relação a quem pode votar durante as assembleias. Os proprietários das unidades têm direito ao voto e os inquilinos podem votar se apresentarem uma procuração do dono do imóvel com firma reconhecida. Se o assunto a ser votado envolver questões como despesas ordinárias de condomínio, o inquilino poderá votar sem a procuração caso o proprietário não compareça à reunião. Mas é preciso apresentar o contrato de locação. 

A administração do condomínio deve ser feita por pessoa ou empresa capacitada, mas é de suma importância que os moradores acompanhem mais de perto o que está sendo feito, afinal, qualquer ação afeta a todos. 

Não deixe que ninguém tome decisões por você, participe!

Robinson Cardoso

Robinson Cardoso é administrador e diretor do Grupo Arcon Administração e Terceirização.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: