Redução de criadouros do mosquito Aedes Aegypt é obrigação de todos nós

Ribeirão Preto teve redução de 42,3% nos casos de dengue em dezembro do ano passado em comparação com o mesmo período de 2017. Nos dois anos, porém, o número de casos foi o mesmo: 246, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado nesta semana, pela Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde.

Notícia ótima, pois estes números são os menores registrados nos últimos 12 anos. A população já sofreu muito com isso, para se ter uma ideia, em alguns anos, tivemos um número de registros assustador, como em 2016, com mais de 35 mil casos.

Ebook: Resiliência e Inteligência Emocional

Como disse acima, a notícia é muito boa, mas só conseguimos atingir esse patamar menor, atualmente, com um trabalho conjunto entre o poder público e a população.

Esse trabalho de controle do mosquito Aedes Aegypt deve ser constante e realizado por todos nós. Além da Dengue, ele pode transmitir outras doenças como a Zika, a Chikungunya e a Febre Amarela, que debilitam muitos suas vítimas e podem até ser fatais.

Como todos nós podemos ajudar na eliminação dos criadouros do mosquito, a vigilância não pode parar. É fácil e qualquer pessoa pode fazer esse controle dentro de sua casa e no condomínio onde mora.

Basta ficar de olho nos recipientes que possam acumular água parada como pratinhos de vasos, potes e baldes, é preciso esvaziá-los sempre que tiverem água.

Gestão Financeira Fácil

Os ralos são lugares que acumulam água e muitas pessoas se esquecem deles na hora de fazer a inspeção dos criadouros do mosquito. O ideal é colocar telas nos ralos, pois elas impedem a passagem do mosquito para botar seus ovos. Se não for possível fazer isso, deixe-os sempre tampados e crie o hábito de jogar água sanitária ou sal grosso regularmente. Caixas d’água também merecem atenção especial, verifique se estão corretamente tampadas. Calhas entupidas e lajes com água parada são criadouros comumente encontrados.

A maior parte dos focos do mosquito Aedes Aegypti costuma estar dentro das residências, por isso é importante que cada um de nós continue fazendo a sua parte.

Pelos dados divulgados, estamos de parabéns. Que continuemos assim.

Robinson Cardoso

Robinson Cardoso é administrador e diretor do Grupo Arcon Administração e Terceirização.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: