A importância da entrega e coleta seletiva de lixo

Além da entrega ou coleta seletiva evitar a disseminação de doenças, ela contribui para que os resíduos se encaminhem para os seus devidos lugares.

A coleta seletiva, também pode ser chamada de entrega seletiva, é o termo usado para a entrega e recolhimento dos materiais que são possíveis de reciclar. É de extrema importância para o desenvolvimento sustentável de uma cidade e uma ação importante na vida devido ao aumento do lixo produzido. 

No último dia 17 de maio, comemorou-se o Dia Mundial da Reciclagem. Dia alusivo ao método que otimiza os processos de destinação do lixo que são os resíduos, que sãos os materiais descartados que serão reciclados ou reutilizados.

Já os resíduos que não servem mais, mesmo depois de terem passado pelo processo de reciclagem, são chamados de rejeitos, pois “não” podem ser reutilizados e devem ser descartados corretamente.

Além da entrega ou coleta seletiva evitar a disseminação de doenças, ela contribui para que os resíduos se encaminhem para os seus devidos lugares. Separar entre metal, papel, plástico e orgânicos também contribui para a sobrevida dos aterros sanitários, que ocupam áreas de solo, tem um custo alto para operacionalizar, acabam com as poluições tóxicas que contaminam a terra e água de rios e traz malefícios ao longo do tempo.

Então a importância da entrega ou coleta seletiva de lixo é justamente para contribuir com a conservação do meio ambiente e o consumo sustentável, colaborando com a redução dos impactos ambientais causados pelo consumo e descarte incorreto dos resíduos.

Foto: Arquivo Pessoal

A separação evita a contaminação dos materiais reaproveitáveis, diminui os custos da reciclagem e gera empregos e fonte de renda. Pode também colaborar para a saúde pública, pois já que os resíduos vão para locais inadequados, podem formar focos de proliferação de insetos e outros transmissores de doenças.

Sobre o método de entrega ou coleta seletiva, cada material tem um processo de reciclagem. Vale ressaltar que é importante conhecer os tipos de resíduos para separá-los de forma correta. São eles:

Lixo orgânico: é o lixo descartado em casas, escolas, empresas e todos os alimentos que se decomponham. É importante que o descarte desse resíduo seja feito utilizando sacos de lixo adequados.

 

Resíduos reciclados: são resíduos reaproveitáveis como o metal, vidro, madeira, papel e plástico. Vale ressaltar que é importante lavar os plásticos antes de jogar fora. Papel ou papelão, para facilitar a coleta, organizar os papéis como os jornais e desmontar as caixas de papelão.

 

Saiba quais são os materiais separados por cores. Confira:

* Azul – Papel/Papelão; Amarelo – Metal; Verde – Vidro; Vermelho – Plástico; Marrom – Orgânico; Cinza – Lixo que não será encaminhado à reciclagem; Preto – Madeira; Branco – Lixo hospitalar/ saúde; Laranja – Resíduos perigosos; Roxo – Resíduos radioativos.

Conhecendo um pouco mais sobre os resíduos é nosso dever colaborar com a entrega destes materiais nas Cooperativas e/ou Recicladoras e, através de conversas com o Executivo Municipal de Cravinhos, em breve, após a formalização do Edital de Chamamento Público, haverá a coleta seletiva nos bairros através da(s) Cooperativa(s).

Vanderson Carniel

Biólogo, Pós-graduado em Gestão Ambiental pela UFSCar. Ex-secretário Municipal de Meio Ambiente e Política Agrícola. Atualmente, é vereador na Câmara Municipal de Cravinhos, Legislatura 21/24.

Deixe uma resposta