Administração municipal adquire equipamentos para a Brigada de Incêndio

Recentemente, na sede da Garagem Municipal de Serviços, a equipe de brigadistas acompanhou um treinamento sobre os EPIs.

A administração municipal de Cravinhos, através da Secretaria de Meio Ambiente e Política Agrícola, está fazendo diversos investimentos na Brigada de Incêndio do município, bem como capacitando anualmente os brigadistas para que possam atuar em diversas ocorrências de incêndios e outros chamados.

Recentemente, na sede da Garagem Municipal de Serviços, a equipe de brigadistas acompanhou um treinamento sobre os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) nas ocasiões de incêndios e, principalmente, como a segurança da vida sempre será a prioridade nas ocorrências.

Foto: Divulgação

“Já por muitas vezes a nossa equipe de brigadistas teve que entrar em ação, inclusive na última foi em um incêndio de grandes proporções em uma empresa de nossa cidade, que atuaram primeiramente até a chegada do Corpo de Bombeiros de Ribeirão Preto”, diz o prefeito de Cravinhos, Itamar Bueno.

Além do treinamento a Brigada foi equipada com um completo e profissional vestuário, aprovado pelos Bombeiros, como capas, luvas, balaclavas, capacetes, óculos e botas.

“Como todos sabem, os brigadistas foram uns guerreiros, atuando com garra e determinação em muitos incêndios no período de estiagem no ano passado e, devido ao longo uso, alguns equipamentos foram danificados. Rapidamente, levei a consideração ao prefeito Itamar Bueno que, prontamente atendeu ao pedido para a aquisição de novos”, salienta o secretário de Meio Ambiente e Política Agrícola, Vanderson Carniel.

A Brigada de Incêndio de Cravinhos fica à disposição e de prontidão pelos telefones: 3951-2446 (Garagem Municipal), 3951-9900 (Secretaria de Meio Ambiente), 9-9766.5764 (Tiago Pereira) e 9-9766.3313 (Zé da Mila).

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta