Parque ecológico de Cravinhos passa por dedetização

Empresa foi contratada para fazer a dedetização do local, com o objetivo de eliminação de animais peçonhentos que ali pudessem ser encontrados.

A administração municipal de Cravinhos, através da Secretaria de Meio Ambiente e Política Agrícola, tem realizado diversos investimentos em toda a cidade, e não poderia deixar de dar atenção ao parque ecológico “Dr. Renato e Armando Pagano”, o qual tem sido um cartão postal da cidade, e atraído não só a população cravinhense, mas também visitantes de toda a região.

“O nosso parque ecológico tem recebido diversos investimentos, entre eles o paisagismo total, manutenção do playground, plantio de mudas e a limpeza em geral, para que todos possam desfrutar do local com muita segurança e tranquilidade”, diz o prefeito de Cravinhos, Itamar Bueno.

Foto: Divulgação

Por isso mesmo foi contratada uma empresa que pudesse fazer a dedetização do local para a eliminação de animais peçonhentos que ali pudessem ser encontrados. O trabalho foi acompanhado pelo secretário de Meio Ambiente, Vanderson Carniel, e aconteceu no período noturno, em que não havia frequentadores no local.

“A empresa fez a troca das caixas de porta iscas e também direcionou a captura e, posterior, eliminação dos escorpiões que podiam haver no local. Eles se utilizam de lâmpadas de altíssima eficiência e tecnologia, que possibilitam o aparecimento dos animais, assim acontecendo a captura e eliminação”, comenta o secretário de Meio Ambiente.

Foi feita a captura direta e aplicação de inseticida para o desalojamento de frestas e buracos, com a utilização de produtos restrito ao uso profissional. A utilização desse sistema de trabalho otimizado, protege o ambiente de riscos de intoxicações por uso excessivo de inseticidas, a morte de outros insetos que não sejam pragas alvo, contaminação do solo, rios e lençóis freáticos.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: