Então é depressão?

RECAPITULANDO: A depressão é uma doença de origem psicológica, emocional e ambiental que vai muito além de fatores genéticos e alterações químicas cerebrais e seus cuidados vão desde a psicoterapia até o uso de medicamentos, regulando partes químicas e genéticas.

Nenhuma depressão é igual. Cada sujeito é único e singular, então cada estado depressivo é de uma forma, os sintomas, sinais, momentos de aparecido, gravidade e persistências são únicos. Idade, gênero, cultura, entendimento, preconceitos e estigmas, forma e qualidade de vida, cada detalhe influencia no processo depressivo e cada tipo merece um visão, cuidado e tratamento.

A forma mais comum e típica da depressão é chamada de episódio depressivo unipolar, que ocorre ao longo de algumas semanas podendo chegar até anos, com duração superior a duas semana e em casos de não tratar ou tratamentos inadequados, existe grande risco de futuramente os episódios depressivos tornarem-se recorrentes.

O quadro depressivo não se caracteriza apenas no que se passou, a dor psíquica vai além. O que foi passado, o estado atual da pessoa, letárgico e imóvel diante da própria vida, e a elaboração do porquê encontram-se, assim faz parte de um processo doloroso, mas necessário. Episódios depressivos são sempre incapacitantes e perturbadores aos indivíduos, porém subdividem-se em três estágios: leve, moderado e grave.

Tabela de sintomas do CID V para episódios depressivos
Tabela de sintomas do CID V para episódios depressivos

A forma mais branda da doença, o estágio leve, dois ou três sintomas. Pessoas que encontram-se neste estágio são consideradas chatas, pessimistas, mal humoradas, tristes e sem motivação pelas pessoas que estão em seu círculo social. O humor fica deprimido, perde-se interesse e prazer e aumenta a fatiga. Usualmente encontra-se angustiado e com algumas dificuldades em atividades sociais do dia a dia, mas mantém um controle e os sintomas possuem um grau ameno. Sujeitos nestas condições raramente procuram ajuda ou imaginam que estão em um estado depressivo.

Diminuição significativa nas atividades diárias, queda do rendimento profissional e prejuízos nos relacionamentos marcam o estágio moderado da depressão com três ou mais sintomas. Gasto de energia maior do que o suportado, sobrecarga e falta de interesse com pouca capacidade de manejo de situações e disposição para tarefas antes simples. O sujeito percebe que há algo errado consigo e mesmo compreendendo que é necessário realizar atividades este não consegue, mas ainda consegue realizar algumas tarefas.

O último estágio, grave, caracteriza-se pelo isolamento, prejuízo na vinculação afetiva, profissional e familiar, além de ser marcado pelo descontrole. As sensações de impotência diante a própria vida marcam os dias deste sujeito e em momentos de desespero: pensamentos, planejamentos e até atos suicidas podem acontecer. A pessoa não consegue mais ver um sentido para sua vida, e só quer acabar com toda a angústia e sofrimento que lhe aflige e o cuidado, atenção e tratamento devem ser redobradas neste estágio.

É através da psicoterapia que o indivíduo conseguirá elaborar os problemas relacionados a depressão, independente do episódio que se encontra. Ela atuará como facilitador na reflexão em busca dos disparadores do quadro depressivo, reconhecerá os enfrentamentos, bem como vislumbrará alguma saída do estado depressivo. A psicoterapia, em conjunto com os fármacos para os estágios moderados ou graves, traz resultados mais rápidos e efetivos no tratamento.

Além do tratamento psicoterápico e medicamentoso é fundamental que o paciente tenha uma alimentação rica e saudável, além de praticar atividades físicas para manutenção e alcance do equilíbrio físico do corpo atrelado também ao apoio de amigos e familiares oferecendo suporte quando necessário nos piores momentos da pessoa depressiva.

Yasmin Paciulo Capato

Yasmin Paciulo Capato é Psicóloga (CRP: 06 / 136448) clínica e atende as especialidade de Psicoterapia, Orientação Vocacional e Psicodiagnóstico na Clínica Vitalli.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: