Entre Poemas

Entre poemas estava

e feliz eu me sentia,

porque em cada um deles

era você quem eu via.

 

Sentia-me num salão

de poesias decorado

você num canto, discreto,

me olhando apaixonado.

 

Circulando entre poemas,

meus olhos os seus buscavam,

sempre que algum deles,

de amor e paixão falavam.

 

E quando uma nova música

os ares invadia,

olhando lá do seu canto,

pra mim você sorria.

 

E com uma linguagem muda

e através do olhar,

que o esperasse no jardim,

onde iria me encontrar.

 

Então hipnotizada

pelo seu olhar ardente,

não resistia ao convite

e ia rapidamente.

 

E ao nos encontrarmos

isolados no jardim,

entre poemas e músicas,

nos amávamos enfim.

 _ . _

Do Livro “Entre Poemas” – Pág. 27 – Irene Coimbra

Foto: Divulgação

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: