Estranha sensação

Sempre que estou sozinha

com a caneta na mão,

sinto invadir-me inteira,

uma estranha sensação.

 

Então começo a escrever

o que à mente me vem,

e, num ritmo acelerado,

vou cada vez mais além.

 

Por fim, um tanto exausta

por escrever, sem parar

deixo a caneta de lado

e um pouco vou descansar.

 

E depois, já descansada,

lendo tudo que escrevi,

às vezes, me surpreendo

com tudo que está ali.

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: