O reencontro com Jesus Cristo

Mestre!!! Mestre!!!

Que bom que vieste!

Que bom que me ouviste!

Eu estava com tanta saudade de Ti!

Tanta… tanta…

Obrigada, Mestre!

Ultimamente andei te ignorando…

Podias ter me ignorado hoje também.

Mas Tu nunca falhas…

És o amigo sincero e leal

daquele que te procuram.

Quantas vezes Te virei o rosto?

Quantas vezes???

Ainda hoje eu me perguntava:

Quantas vezes fui à Tua Casa

sentindo-me derrotada,

e quantas vezes me encorajaste?

Quantas vezes chorei diante de Ti,

e quantas vezes

enxugaste minhas lágrimas?

Quantas vezes me rebelei contra Ti,

e quantas vezes me toleraste?

Quantas vezes errei,

e quantas vezes me perdoaste?

Quantas vezes Mestre???

Quantas vezes???

Tu podias ter me ignorado,

mas não o fizeste…

Como te agradecer?

Estou com muitos problemas, Mestre.

Minha mente está toda bagunçada,

minha vida está perdendo o significado,

meus sonhos se tornaram pesadelos

e estou me sentindo no fundo do poço.

Gostaria de voltar à Tua Casa,

de ser Tua amiga outra vez.

Mestre??? Por que só me escutas

e não dizes nada?

Por que não falas comigo?

É tarde para me reconciliar Contigo?

Responda-me, é muito tarde?

Cansaste de mim? É isso?

Mestre… Mestre…

por amor de Teu próprio nome,

responda-me.

Não vez minha aflição?

Tenho sofrido tanto

desde que me afastei de Ti…

Só agora me dei conta de quão terrível

é ficar longe de Ti!

Não me diga que é tarde demais,

por favor…

……………………………………………

– Não, minha filha, não é tarde ainda.

Vem, vem comigo…

 _ . _

Do Livro: “Simplesmente Poemas” – Pág. 84 – Irene Coimbra

Foto: Divulgação

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: