O relógio disse assim…

Fico olhando pro relógio

pendurado na parede,

e seu constante tic-tac

vai me embalando na rede.

E enquanto o tic-tac

vai rompendo a solidão,

é como se conversasse

com o meu coração.

Procuro ficar atenta

pra mensagem entender,

e de repente entendo

o que ele quer dizer.

O tic-tac constante

diz claramente pra mim:

“O tempo passa… passa…

não o desperdice assim.”

Autor

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *