Deselegância virtual

“A palavra vem do grego ethos e significa aquilo que pertence ao ‘bom costume’, ‘costume superior’, ou ‘portador de caráter’. Princípios universais, ações que acreditamos e não mudam independentemente do lugar onde estamos”.

Já ouviu falar em ética?

Ah, não? Releia o primeiro parágrafo. É isso aí: ética é pra ser usada em todo lugar. Em sua casa, no seu trabalho, na sua vida – aqui inclui sua vida virtual também, especificamente falando em redes sociais.

Redes sociais: eis o problema, eis o foco!

Penso que deveria existir um processo seletivo para dar a algumas pessoas o direito de se inscrever em contas de redes sociais. Você não acha?

Essas pessoas são aquele tipo clássico que compartilha notícia tendo lido só a manchete ou ainda se sente o repórter policial. Adora compartilhar tragédias e entrar em discussões banais.

Os que usam as redes sociais como plataformas para lamentos ou provocações poderiam ser banidos, da mesma forma que os eleitores partidários fanáticos – especialmente os que dão a vida por um tal Lula aí. Povo chato! Brigam, insultam e criam inimizades pra honrar uma ignorância besta que aflorou após sua vida virtual.

Em aplicativos de mensagem instantânea é a mesma coisa. É mais suportável receber centenas de mensagem de bom dia do que aturar um chato deselegante em grupos criados para facilitar a vida e estreitar a amizade.

Quem nunca se deparou com um desses?

O cidadão é tão ordinário que joga uma ‘direta’, fala mal de você no mesmo grupo em que você está. É a pessoa mais negativa, mais polêmica, mais popular, mais problemática e mais inoportuna do grupo. Quer descontar seus problemas pessoais ali, sobre as pessoas que nada têm a ver com o desamor que preenche sua vida.

O que é que custa usar rede social para criar vínculos sociais? Pra quê espalhar o ódio, a inimizade, a discórdia?

Não tem o que falar? Fica quieto! Emojis de joinha ou de carinhas amarelinhas de bobo alegre seriam bem mais simpáticos.

Gente, já foi o tempo em que internet era terra sem leis. O que você compartilha hoje pode ser usado contra você amanhã. Não fale mal de seu coleguinha nas redes sociais porque ele pode te presentear com um processo por crime de injúria, calúnia e difamação. Cuidado com os famosos prints! Você não é tão bom ou esperto quanto pensa!

Que tal descontar sua raiva e revolta limpando uma casa, lavando um carro ou dando uma voltinha pelo bairro?

Todos têm o direito de se expressar, mas é bom manter a cautela ao se manifestar sobre determinado assunto. Se o problema for intriga pessoal, mande uma mensagem privada para seu desafeto. Comece a treinar hoje. Aprenda a observar apenas a fim de aprender a ser elegante e ético nas redes sociais. Você será bem visto e bem quisto daqui a pouco tempo.

Lucimara Souza

Formada em Letras, Pedagogia e especialista em Comunicação: linguagens midiáticas, atualmente professora. Aprecia a escrita permeada pela criatividade, humor e certa dose de sarcasmo.

Um comentário em “Deselegância virtual

  • 19 de agosto de 2017 em 16:11
    Permalink

    Hoje em dia,algumas pessoas acham mais facil ,provocar e mandar indiretas pelas redes sociais,isso é muita falta de ética.
    Parabéns Lucimara Souza ,por suas crônicas.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: