Dentista dá dicas sobre como cuidar da saúde bucal durante a quarentena

Com as medidas de isolamento domiciliar e distanciamento social, paciente só deve buscar atendimento odontológico em caso de urgência ou emergência.

A pandemia da Covid-19 alterou a rotina das pessoas e trouxe a necessidade de redobrar os cuidados com a saúde. Para evitar a disseminação do novo coronavírus, além das medidas de isolamento domiciliar e distanciamento social, a orientação é o uso obrigatório de máscaras e de álcool 70% para higienização das mãos e objetos. E os cuidados de higiene oral também devem ser reforçados.

Danilo Oliveira, cirurgião dentista e responsável técnico pelo setor de emergência odontológica do São Francisco Ribeirão Preto – que faz parte do Sistema Hapvida -, explica que neste período de quarentena a recomendação do Ministério da Saúde e do Conselho Federal de Odontologia é que o paciente busque atendimento odontológico apenas em casos de urgência ou emergência.

O cirurgião dentista, Danilo Oliveira, ressalta que pacientes, durante a Pandemia de Coronavírus, só devem procurar atendimento em casos de urgência e emergência
Foto: Divulgação

“Neste período de pandemia é de suma importância que tanto os profissionais quanto os pacientes tenham consciência de seus atos, sendo imprescindível o reagendamento dos tratamentos eletivos”, diz.

Mas, para garantir a manutenção da saúde bucal, Oliveira garante que é fundamental ter ainda mais atenção nos cuidados com os cuidados diários.

“A recomendação é reforçar a higiene oral sempre após as refeições com escovação, uso de fio dental e de antisséptico bucal. Medidas simples, mas que podem evitar a necessidade de possíveis idas ao dentista durante a quarentena”, afirma.

Ao manter a cavidade bucal limpa, a pessoa estará protegida de doenças e problemas como gengivites, cáries, mau hálito, infecções e urgências ou emergências odontológicas. Segundo o cirurgião-dentista, as urgências ou emergências são aquelas que requerem tratamento imediato para interromper sangramento contínuo dos tecidos ou aliviar dores ou infecções graves, incluindo traumas de ossos faciais.

Foto: Divulgação

Para os pacientes em tratamento odontológico, como aqueles que usam aparelhos ortodônticos, Oliveira frisa que os cuidados são os mesmos.

“Mas, caso haja algum componente do aparelho solto, como o bracket ou fio, por exemplo, é importante que o paciente entre em contato com seu ortodontista o mais rápido possível para reativar a função do aparelho”, conclui.

Da Redação

A equipe Intertv Web traz para você as informações e notícias precisas que você precisa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: