População prioritária tem até sexta-feira (26/05) para se vacinar contra a gripe

Até o momento, 63,6% do público-alvo já foi vacinado. A meta, neste ano, é vacinar 90% desse público até o dia 26 de maio

Nessa sexta-feira (26/05) é o último dia para o público-alvo se vacinar contra a gripe. Desde o dia 17 de abril, a vacina está disponível nos postos de saúde de todo o país. Um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde na quarta-feira (24/05), mostra que já foram vacinados 35,1 milhões de brasileiros

“Esse total considera todos os grupos com indicação para a vacina, incluindo população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades. A população prioritária desta campanha, que não considera esses grupos, é de 54,2 milhões de pessoas. Desse total, 63,6% foram vacinados”, comenta a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde.

A coordenadora Nacional do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, em entrevista, por e-mail, para a nossa reportagem alertou sobre a importância do público-alvo se vacinar, e assim evitar a gripe e possíveis agravamentos.

“É importante que a população da campanha se vacine neste período para ficar protegida quando o Inverno chegar. A vacina demora 15 dias para fazer efeito no organismo, por isso o Ministério da Saúde planeja a campanha antes do Inverno, período de maior circulação dos vírus da influenza”, destaca Carla Domingues.

Até o momento, nenhum grupo prioritário atingiu a meta de vacinação. Entre os públicos-alvo, os idosos registraram a maior cobertura vacinal, com 15,1 milhões de doses aplicadas, o que representa 72,4% deste público, seguido pelas puérperas (71,2%) e indígenas (68,6%). Os grupos que menos se vacinaram são as crianças (49,9%), gestantes (53,4%), professores (60,2%) e trabalhadores de saúde (64,2%). Além do grupo prioritário, também foram aplicadas 7,1 milhões de doses nos grupos de pessoas com comorbidades, população privada de liberdade e trabalhadores do sistema prisional.

Os estados com a maior cobertura de vacinação no país, até o momento, são: Amapá (85,7%), Paraná (78,1%), Santa Catarina (77,7%), Rio Grande do Sul (74%), e Goiás (70,1%). Já os estados com menor cobertura são: Roraima (47,9%), Rio de Janeiro (49%), Pará (52,1%), Mato Grosso (55,8%), Rondônia (56,2%), Acre (56,4%) e Mato Grsosso do Sul (57,1%). O Estado de São Paulo tem a cobertura de 61,28% do público-alvo.

A vacina contra a gripe está disponível em todos os postos de vacinação do Brasil, sendo que devem ser vacinadas crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores que são a novidade deste ano.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: