O Brasil se une em prol do bebê Joaquim

Pais do bebê Joaquim se dizem maravilhados com as atitudes das pessoas e que objetivo de arrecadar os R$ 3 milhões será atingido

Joaquim Ambrósio Marques tem se mostrado um guerreiro na espera por sua medicação

Uma campanha foi propagada por todo o Brasil nessa semana, trata-se da “AME Joaquim”, o pequeno Joaquim Okano Ambrósio Marques, nasceu em julho de 2016, e aos dois meses de vida foi diagnosticado com AME (Atrofia Muscular Espinhal), uma doença rara e degenerativa que compromete a movimentação do corpo.

“O bebê sofre de AME Tipo 1, que infelizmente é a mais severa e urgente, por isso mesmo requer mais atenção e cuidados especiais. A criança que sofre enfrenta diversos desafios, entre eles: fraqueza muscular, dificuldade para respirar, tossir e engolir”, comenta o médico Salmo Raskin.

A ocorrência com Joaquim foi intrauterina, ou seja, ele não mexe os braços, pescoço, pernas. Nesses oito meses de vida a doença já o afetou muito. Foram três paradas cardiorrespiratória, ou seja, metade sua vida dentro do hospital. Atualmente o bebê Joaquim se alimenta por sonda, já perdeu praticamente todo o movimento e se corresponde apenas pelos olhos.

A família de Joaquim tem batalhado para conseguir os R$ 2 milhões para que ele possa iniciar o tratamento

A medicação para a doença foi aprovada no final do ano passado nos Estados Unidos, mas custa R$ 2 milhões. Quanto mais cedo o menino Joaquim tomar, mais pode ter qualidade de vida. Os pais de Joaquim, Alexandre Marques e Marina Ambrósio procuraram a ajuda através da Justiça brasileira, entretanto o Juiz Cássio Ortega de Andrade da 3ª Vara Civil negou liminar para a importação do remédio que poderá possibilitar melhor qualidade de vida para o bebê de Ribeirão Preto.

“Infelizmente nós não conseguimos a importação desse medicamento, e o nosso filho precisa muito de tomar a medicação. Quanto mais nova a criança e mais cedo seja feita a aplicação, os estudos demonstram que existe a melhora do quadro e da qualidade de vida”, comenta o pai de Joaquim.

Por isso mesmo voluntários, amigos e familiares começaram a realizar diversas ações com o objetivo de arrecadação do dinheiro necessário para a aplicação da medicação nos EUA. E a campanha tomou um rumo tão grande, que inclusive artistas se sensibilizaram e “abraçaram” essa luta, com doações e destinação de diversos objetos para a realização de rifas e leilões. Entre eles os cantores João Bosco (da dupla João Bosco & Vinícius), Giovane e até mesmo o ator Rodrigo Santoro.

 

Show beneficente

Os artistas Bia Macedo, João Carlos & Leonardo, Gaby Violeira, Junior & Lucas, Giga & Murillo e Roger Flores seu uniram para realizar um show em prol do Joaquim na próxima quarta-feira (22/03), às 21h, no Wooh Pub (Avenida Sumaré, 363 – Jardim Sumaré/Ribeirão Preto).

Artistas de Ribeirão Preto e região se uniram para realização de show beneficente

“O Wooh Pub recebe sempre as melhores vozes do cenário sertanejo de Ribeirão e região. Sabendo de toda a mobilização que estão fazendo pela criança não poderia ficar de fora dessa corrente. Por isso, conversando com o cantor João Carlos, decidimos promover esse evento e destinar toda a renda da bilheteria para o tratamento da criança”, conta o empresário e proprietário do Wooh Pub, Eduardo Martinez.

O primeiro lote de ingressos custa R$ 20,00 e está à venda no Wooh Pub; Nova Musical (Rua Goiás, 1527) e TJOTA Barbearia Store (Rua Visconde de Abaeté, 950). Mais informações (16) 9-9169.5936 e 9-9243.2743.

Pedágio

No sábado (11/03), o pedágio da campanha “AME Joaquim” conseguiu arrecadar R$ 75.379,55. Um carro, no valor de R$ 25 mil, também foi doado por um empresário e está sendo rifado.

Pedágio realizado em Ribeirão Preto, no sábado (11/03), arrecadou mais de R$ 75 mil
Autor

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *