Backup: use e abuse

O backup é algo tão importante que tem até mesmo um dia para ser lembrado: 31 de março. Se você não tem o hábito de fazer backup de seus arquivos, aproveite o Dia Mundial do Backup para começar.

Acredito que todo mundo tem alguma história de arquivos perdidos. Seja uma simples anotação, passando por fotos do final de semana até trabalhos importantes e documentos únicos. De acordo com uma das Leis de Murphy: Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.

Depois de perdidos os arquivos, só resta chorar…

Por isso é sempre estar um passo à frente e se proteger. As formas para se perder arquivos são infinitas. Perder o pendrive, queimar o HD, ter o equipamento roubado ou furtado são os mais comuns. O pendrive deve ser apenas o meio para transportar o arquivo, não o local final e único de armazenamento. HDs e SSDs por mais que tenham evoluído e se tornado cada vez mais confiáveis, sempre podem sofrer uma queda ou alta carga de energia por raio, por exemplo. E quanto a ter equipamentos roubados ou furtados, infelizmente é uma realidade a qual precisamos estamos preparados.

No ano de 2012 o repórter Mat Honan, da revista Wired, teve suas contas na iCloud e Amazon invadidas e todos seus arquivos foram excluídos. Por isso, além dos serviços online, na nuvem, é importante ter uma cópia local dos principais arquivos.

Existem diversos serviços online, conhecidos também por Armazenamento na Nuvem, nos quais é possível sincronizar os arquivos praticamente em tempo real. Os principais são: Dropbox, OneDrive, Google Drive, Box, iCloud, Adrive e Amazon Cloud Drive.

A maioria possui planos gratuitos, porém com espaço nem sempre suficiente para guardar todos os arquivos importantes. Você pode optar por um plano e serviço que atenda as suas necessidades, com valores a partir de R$4,00 mensais. Valor esse que vale cada centavo, pela garantia de ter os arquivos sempre salvos, seguros e disponíveis quando e onde você quiser.

É sempre melhor prevenir do que remediar, ainda mais levando em conta de que muitas vezes não será possível remediar. Por isso, dê importância ao backup antes que seja tarde.

 

 

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: