Tecnologia do passado

Quando se fala em tecnologia, normalmente se fala em lançamentos, mas hoje iremos ver peças que já são de museu

É incrível a velocidade com que as coisas são criadas e alteradas. De uma geração para outra as coisas mudam de forma tão drástica que diversos aparelhos que antes eram caros e difícil de se conseguir, hoje nem existem mais. Mostre para uma criança o tamanho que eram as TVs e a qualidade que tinham, digo de imagem e som, pois o conteúdo pode continuar de qualidade duvidosa.

O StarTAC da Motorola, lançado em 1996, foi outro celular que marcou época. Com um design mais agradável, o StarTAC pesava 88 gramas, e era o aparelho mais portátil da época

E os smartphones!? Antes de 2007, pré-iPhone, eles não tinham muito de smart. Eram grandes, pesados, não faziam muita coisa e eram extremamente caros. Para se ter uma noção, o famoso celular Motorola StarTac em 1996 custava R$2.000. Aí você pode pensar que é um valor compatível com um celular top de hoje, porém existe a inflação, que se aplicada para corrigir para valores atuais, passaria de 10 mil reais.

E com esse valor você poderia fazer ligações, mandar SMS (para poucos que tivessem o recurso) e anotar alguns números na memória. Você ainda teria que comprar uma máquina de escrever, uma câmera fotográfica com filme, para depois revelar e ampliar no papel. Se quisesse ouvir música iria precisar de um walkman ou qualquer outro aparelho de som. Para ver vídeo, TV e vídeo cassete ou DVD dependendo a época.

Basicamente o que aconteceu nessa última década foi a convergência digital, na qual tudo se concentrou em um único aparelho: o smartphone. Com ele você pode fazer diversas coisas, como as citadas anteriormente.

Abaixo mais alguns exemplos de peças de museu:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: