Adega ou Frigobar

Manter o vinho na temperatura certa tanto para conservar quanto para servir é um cuidado muito importante. Mas fica a dúvida se tem que ser numa adega ou pode ser no frigobar

Antigamente muitas pessoas compravam um vinho no supermercado e deixavam em pé numa estante até algum dia resolver abrir em alguma ocasião especial. O tempo passou e as pessoas começaram a ver o vinho de outra forma, apreciar em mais momentos e consumir mais. Com isso vieram os cuidados em comprar, armazenar e consumir.

Saiba mais: Universidade do Vinho

Surgiram, então, as adegas domésticas para armazenamento de vinho. Existem diversos modelos, desde os mais simples, com placa para refrigeração para 6 ou 8 garrafas, até as com compressor, duas ou mais zonas, 24, 36 garrafas e por aí vai. Obviamente o preço aumenta conforme aumentam as características de cada uma. Para os iniciantes ou apreciadores eventuais, essas simples devem atender bem.

Mas se você já tem um frigobar em casa ou uma geladeira maior mesmo, mas não tem muito uso dela, poderá usá-la como uma adega. Claro que não é o ideal, mas ajuda bem o fato de ter um equipamento exclusivo para isso, pois dessa forma não se misturam os aromas e cheiros estranhos e de outros alimentos e também, normalmente, ela não será aberta diversas vezes ao dia, alterando a temperatura e iluminação a todo instante.

Ebook: Resiliência e Inteligência Emocional

Uma questão para ficar atento é quanto a temperatura, já que muitos refrigeradores atingem temperaturas de 1ºC a 7ºC, o que é bom para brancos e espumantes, principalmente em locais quentes. Mas para os vinhos tintos, essa temperatura pode ser um pouco baixa demais. Uma dica é tirar o tinto um pouco antes de servir e deixa-lo atingir uma temperatura melhor para degustação, em torno de 15ºC.

E você como faz? Tem adega em casa, deixa na geladeira junto de outros alimentos ou deixa na despensa mesmo e só coloca pra gelar quando for beber? Comente aí.

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: