Casa Valduga

Degustação de vinhos da vinícola gaúcha no Emporium do Queijo

No dia 1º de novembro, véspera de feriado, tivemos a oportunidade de degustar alguns vinhos da Casa Valduga, no Emporium do Queijo que fica no Novo Mercadão. Tivemos a presença do sommelier Daniel Místico que explicou sobre o processo de produção, as uvas, os vinhos e tirou as dúvidas das pessoas presentes.

Foi possível experimentar uma grande variedade de vinhos da marca, de todos os tipos, espumantes, tintos e brancos. Arte Rosé, Moscatel Reserva, também a linha Naturelle, branco, rosé e tinto.

Arte Rosé é elaborado pelo método champenoise e maturado em caves subterrâneas, possui perlage fino e duradouro com notas de pêssego e amora. Sua composição é de 60% Chardonnay e 40% Pinot Noir. O Moscatel Reserva possui aroma floral e frutado, é refrescante e agradável, resultado da qualidade da uva Moscato Giallo.

Naturelle branco é um vinho leve e adocicado com coloração amarelo esverdeado, elaborado com as uvas Malvasia e Moscato possui aromas frutados e florais, possui notas de melão, pêssego e limão, harmonizados com flores brancas. Temperatura para servir entre 6º e 8º C.

O Naturelle rosé segue a linha e é leve com toque adocicado, bem suave. Possui aromas de frutas frescas como morango, goiaba, pêssego, cereja e leve nuance floral. Elaborado com as uvas Malvasia, Moscato e Merlot. Temperatura para servir entre 6º e 8º C.

Naturelle tinto é um vinho leve de paladar adocicado elaborado com as uvas Cabernet Franc e Pinot Noir e deve ser servido entre 14º e 16ºC.

Todos da linha Naturelle vão bem com queijos azuis, doces, frutas, sobremesas, pratos leves.

Passando a linha de tintos Origem, tivemos o Cabernet Sauvignon que combina bem com carnes vermelhas grelhadas, massas, risotos e queijos suaves. Tem uma coloração vermelho rubi, aromas de framboesa, cereja e nuances de especiarias. Deve ser servido entre 14º e 16ºC.

A linha Mundvs já é outro patamar. Para os iniciados creio que irá agradar mais. Elaborado com uvas Malbec plantadas a mais 980m de altitude aos pés da Cordilheira dos Andes em Mendoza – Luján de Cuyo, o vinho apresenta aromas de frutas vermelhas maduras e nuances de baunilha. Passa 10 meses em Carvalho Francês e 12 em cave. Seu paladar se difere bastante da linha Naturelle, com corpo robusto, encorpado, equilibrado e harmônico, com taninos maduros. Acompanha bem carnes e massas com molhos condimentados, queijos frescos e sem casca.

Além desses vinhos degustados, a Casa Valduga possui muito mais opções. Destaque para a espumante 130. Em homenagem aos 130 anos da vinda da família ao Brasil, a empresa elaborou um excelente produto com as uvas Chardonnay e Pinot Noir, através do método champenoise. 8% do volume total do Chardonnay fica por 12 meses em carvalho e 36 meses de autólise em cave. Vai bem com pratos frios, peixes, carnes brancas, queijos jovens, massas com molhos leves ou sozinha mesmo. Deixa um retrogosto que remete a nuances de frutas secas e pão tostado.

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: