Encontro de Vinhos em Ribeirão Preto

O evento aconteceu no dia 5 de agosto no Espaço Lua Cheia Eventos

Durante as 8 horas do evento, que começou 13h e seguiu até 21h, foi possível degustar vinhos de 9 importadores, queijos de 2 e 1 com produtos variados. Além disso era possível comprar algumas comidinhas no buffet do local, como escondidinho de carne seca e frios variados.

Os expositores presentes: Bendito Vinho, San Marzano, Cantu, Chez France, Família Cassone, Almería, Wine 2 You, Winebar, Wine Brands Brasil, além dos representantes do queijo: Serra das Antas e São João das Três Ovelhas, uma queijaria artesanal localizada em Gonçalves, MG. O Pedacinho da Canastra estava expondo além dos queijos que levam o nome do local, outros produtos como café, geléia e mel.

O Espaço Lua Cheia Eventos é confortável e amplo, com uma parte externa cercada por árvores e o som do rio que passa ao fundo deixa um clima bem agradável. No salão interno, ar-condicionado, apesar do dia fresco. Na tenda montada estava o buffet onde era possível se sentar, comer um pouco e descansar, para depois voltar à degustação.

Vinhos

Um vinho tinto que chamou a atenção foi o Bordeaux L’Enclos Des Tuileries 2015, que é vendido em torno de 70 reais. O Crios Malbec da Susana Balbo continua impecável.

Herdade de São Miguel 2015 se mostrou um português bem equilibrado com as uvas Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Syrah e Touriga Nacional. Aroma de frutos vermelhos bem integrados com notas de especiarias e balsâmico. Boa estrutura de taninos bem polidos. Vai bem com uma pasta, frango ou queijo suave.

Rosé Piscine, aquele da garrafa listrada, é maravilhosamente leve e refrescante. Servido com gelo na taça, como o nome já diz, é uma delícia de se beber na beira da piscina num dia de calor.

Uma espumante nacional que foi um bom achado pela questão custo x benefício é a Santa Colina Brut, que sai na faixa um pouco acima de 20 reais. Uma boa pedida para servir em festa, eventos ou para fazer um drink, como Aperol Spritz (vou testar com ele ainda, mas acho que fica bom).

Com a palavra, o enófilo

As 3 escolhas de Rodrigo M. B. Leal:

1 – Vina Magna Roble, Ribera Del Duero, 2015

Preço: R$150 em média

 

Tempranillo em espanhol vem da palavra temprano que significa rápido ou de amadurecimento precoce. Tempranillo é cultivada em larga escala na Espanha apresentando uma enorme variação de Terroirs em todo o continente. Tem sido plantada na Argentina onde se adaptou a um clima mais frio dando uma outra releitura a uva.

Esse vinho produzido na região da cidade de Burgos expressa muito bem o varietal que é a uva base dos grandes vinhos tais como: Vega Sicilia, Torresilo e Pesquera.

Apresenta uma cor vermelho grena escuro bem intenso, liberando aromas com notas de amora e frutas vermelhas maduras com um leve toque de casca de azeitonas pretas.

Já na boca apresenta sabores mais de frutas vermelhas, chocolate meio amargo e taninos aveludados. Esse vinho passa por um estágio de 6 meses em barricas de carvalho americano e francês. Um vinho mais gastronômico, mas que expressa muito bem o varietal e que pode vir a ser a nova febre entre os brasileiros e brasileiras. Esse vinho inclusive foi o ganhador da degustação às cegas promovida no encontro como: Top 5 RP – não Robert Parker mas sim Ribeirao Preto.

2 – Herdade São Miguel, Seleção dos Enólogos

Preço: R$ 100,00 em média

Vinho proveniente da região do Alentejo em Portugal. Vinhos que apresentam castas quase que únicas, oriundas de Portugal. Contrastam com os grandes vinhos do norte, mas que se destacam pela robustez e elegância, tanto tintos como brancos.

Esse é um dos vinhos de pedigree dessa renomada vinícola que apresenta como blend uma poderosa combinação de castas, sendo elas nessa safra: Cabernet Sauvignon, Syrah e Touriga Nacional e uma pequena parcela de Alicante Bosuschet.

Aromas de cacau em pó, pimenta do reino e frutas vermelhas. O período de estágio em barricas de 400 litros por 6 meses garante um vinho com um certo grau de envelhecimento. Já no paladar, o vinho de cor violeta escuro, notas de especiarias, bacon e mais morango em caldas. De corpo médio mais acentuado com taninos maduros e um final marcante. Indicado para ser servido com churrasco de picanha ou ate mesmo uma bela lasagna 4 queijos.

3 – Mandorla, Primitivo di Puglia

Preço: R$ 70,00 em média

Esse é um vinho que surpreende sem afetar muito o bolso.

O vinho é jovem porém apresenta muita fruta madura tanto no bouquet como no paladar.

Isso é devido ao fato do curto estágio em barricas para preservar a acidez natural, aliada ao solo de origem vulcânica. Os primitivos de Puglia ( macro região ) são menos famosos que os de Manduria ( micro região ) pelo tempo de estágio e terroir, porém oferecem uma versatilidade de vinho muito grande. Ideal para harmonizar com pizzas, hamburgers, churrasco , massas e ate peixe ( sardinhas grelhadas ).

Sobre o evento

O Encontro de Vinhos é um evento itinerante que percorre várias cidades – Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Belo Horizonte, Maceió, Recife, São José dos Campos e Curitiba – e reune milhares de pessoas em torno do vinho.

O ingresso estava sendo vendido a R$50 no primeiro lote, o segundo lote o valor subiu para R$60 e na portaria, no dia do evento, R$70. Para degustar as comidas do buffet era preciso desembolsar R$40, mas que valia a pena para poder degustar os vinhos sem estômago vazio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: