Mendoza: CarinaE

Uma pequena vinícola de um casal de franceses, no meio do Maipú. Um engenheiro elétrico que virou produtor de vinho

O nome da vinícola é derivado da paixão de Philippe pela astronomia. Carina é uma das mais belas constelações no hemisfério sul, com uma infinidade de estrelas. Elas ficam mais visíveis nas noites de verão, principalmente na época da colheita.

Brigitte e Philippe são os proprietários e iniciaram essa empreitada sem ter muito conhecimento da vinicultura, apenas paixão e entusiasmo. Tiveram ajuda de algumas pessoas e enólogos da região para auxiliar no cultivo das uvas e produção do vinho. Sem sombra de dúvida eles foram bem sucedidos.

Uvas

As uvas utilizadas na produção do vinho vem de 3 diferentes locais próximos que totalizam cerca de 20 hectares. O menor e mais novo deles é Chachingo que fica próximo a Cruz de Piedra, tem 2 ha e produz desde 2009 Syrah e Malbec. Perdriel tem 7,5 ha e fica em Lujan de Cuyo com parreiras de mais de 90 anos produzindo Malbec. Cruz de Piedra é a maior e principal propriedade com 15 ha em Tres Esquinas. 7 ha estão destinados para o plantio de Malbec, 3 ha para Cabernet-Sauvignon e 0,5 ha para Syrah.

toda linha de vinhos carinae mendoza

Toda a colheita é feita de forma manual, depois passa por uma esteira para um “pente fino” com o intuito de selecionar somente os melhores frutos. Após esse procedimento todo o restante é feito por máquinas, a separação do fruto do cacho e o esmagamento. O mosto então vai para os tanques de fermentação.

Vinhos

Todos os vinhos tintos ficam entre 8 e 18 meses em barril de carvalho francês para o envelhecimento. São 4 linhas de vinhos, mais um espumante e um azeite extra-virgem.

Diversos valores de degustação, se for em dois cada um pode pegar uma, se for sozinho, pegue a constelação toda
Diversos valores de degustação, se for em dois cada um pode pegar uma, se for sozinho, pegue a constelação toda

A linha Young é a mais frutada e fresca e possui os seguintes vinhos: Malbec Rosé, Malbec, Cabernet-Sauvignon e um branco Torrontés (que vem de Cafayate, província de Slata).

A linha Cuvée é composta por vinhos blends (para respeitar a tradição francesa). São 3 vinhos, sendo um com venda exclusiva na vinícola: Octans. Os outros dois são desenvolvidos de acordo com o gosto dos donos, cada um levando o respectivo nome: Cuvée Brigitte & Cuvée Philippe.

harmonie carinae mendoza

A linha Harmonie tem uma cor mais intensa e maior complexidade, com aromas de baunilha e equilibrados. Ficam em barris de carvalho francês durante 12 meses. São 4 vinhos, cada um com apenas uma uva, que pode ser: Malbec, Cabernet Sauvignon ou Syrah. Um deles com uvas Malbec de apenas uma localidade: Finca Deneza.

Na linha Premium temos o Hommage Malbec & Hommage Syrah e o Prestige que é um blend definido pelo enólogo Michel Rolland e ficam 18 meses em barris novos de carvalho francês, produzido com as melhores uvas.

A Espumante foi desenvolvida com uvas Chardonnay e Pinot Noir para brindar os 10 anos de existência da vinícola, por isso o nome é Chin Chin. O processo de elaboração é o Charmat.

O azeite extra virgem é produzido com azeitonas de Cruz de Piedra e possui uma personalidade marcante, com corpo aveludado, apimentado e frutado.

passito de los andres - carinae - mendoza

Extra: eu não poderia deixar de mencionar também o vinho de sobremesa: Passito de Los Andres. Como o nome diz, é uma versão do passito feita nos Andes. Com docúra equilibrada e residual persistente é um bom fechamento para uma refeição.

Visita

Tínhamos horário agendado para a tarde, mas por alguns contratempos acabamos ficando livres mais cedo e resolvemos ir para a CarinaE. Fomos recepcionados pelo próprio Philippe. Aguardamos um pouco e logo veio a guia, apesar de que acabamos não fazendo o tour, indo direto para a degustação.

Chegou um casal para fazer a degustação também e descobrimos que eles são de Ribeirão Preto também. Fica a dúvida se o mundo é pequeno ou a renda concetrada. Enfim, degustamos os vinhos juntos e todos aprovaram, inclusive a nossa anfitriã, sempre muito sorridente e simpática. Apaixonada pelo trabalho dela.

Vale muito a visita e aproveite também para comprar um azeite (ou até mais) no produtor em frente: Laur. Falaremos deles num futuro post, fique ligado!

Emir Freiberger

Formado em comunicação social com habilitação em jornalismo. Pós graduado em artes visuais, trabalha entre o mundo das artes e programação de sites e programas web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: