Qual o ideal para você?

Cada vez mais o café ao estilo “gourmet” está se popularizando. Entre os que não se importavam com a qualidade e tipo, hoje buscam saber um pouco mais qual é o método e o grão ideal para o seu paladar. Ao longo do processo de conhecer o café vamos ajustando nossas papilas gustativas para o que é ou não é bom para nós, ou então, gostoso ou não.

Jamais esquecerei o dia em que um aprendiz de sommelier (diga-se de passagem, estava na sua segunda aula ainda) disse que o “meu paladar era errado”, pois ao invés de sentir baunilha como ele disse que eu deveria sentir, o vinho para mim tinha aroma de pimentão verde. Paladar errado Sr. Aprendiz de Sommelier? Jamais…

Gosto de frisar sempre que não existe bom ou ruim, existe o que é bom ou não ao nosso paladar. Cada qual com o seu. Seja para café, vinho ou qualquer outra experiência de vida.

O Café du Jour dessa semana será dedicado aos quatro tipos de preparo mais popular no Brasil.

Começo falando de um tipo que remete a infância, quando observava ainda pequena a vovó preparando o café pela manhã e no meio da tarde, o método “coador de pano”. Depois a maneira na qual me fez apreciar e estudar um pouquinho, o “espresso”, em seguida métodos europeus que se popularizaram por aqui “moka” e “French Press”.

Coador de pano

O famoso “cafezinho” brasileiro utiliza a moagem fina, entre 50g e 100g para um litro de água não fervente, vai depender do paladar. O coador de pano é o segundo mais utilizado em casas brasileiras perdendo apenas para o coador descartável, o famoso filtro de papel. O ideal é guardá-lo na geladeira e escaldá-lo antes do uso. Este método libera todos os óleos essenciais e os aromas que nos remetem ao passado.

Espresso

café espresso

Água em torno de 90ºC é forçada a atravessar o pó de moagem média e ponto da torra não muito escuro e com uma pressão média durante 20 a 30 segundos, gerando uma bebida cremosa e aromática.

O café espresso é considerado o método mais apropriado para apreciação de todas as nuances da bebida. É importante utilizar grãos de alta qualidade para obter uma excelente bebida. O café que é preparado com menos de 20 segundos fica com extração abaixo do esperado e não cremoso. Por outro lado, com mais de 30 segundos, o café fica amargo e muito extraído.

Cafeteira italiana ou Moka

café moka - bialetti

Nesse método o café é preparado por meio da pressão da água, que passa pelo pó do café e resulta em uma bebida encorpada e muito saborosa, a maneira mais similar ao espresso. Utilize a moagem mais grossa para facilitar a passagem da água quente pelo pó de café.

Cafeteira de pistão ou French Press

cafeteira french press

Utilize café com uma moagem mais grossa para facilitar a manipulação do êmbolo. Muito popular na Europa, o café fica em infusão por quatro ou cinco minutos e tem um sistema de êmbolo que separa o pó da infusão.

E aí, qual o seu preparo favorito?

Bom final de semana a todos! Desfrutem de um bom café e fiquem ligadinhos no @cafedujour88

Autor

Catinha Caum

Formada pelo Google, mestrado feito por Momentos e o título de doutorado veio pela experiência em infinitas xícaras de café. Venha aproveitar comigo o melhor momento do dia... a pausa para o café!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: