Érica Buccini é a primeira cravinhense a ser vacinada no combate ao Covid-19

Na quinta-feira (21/01), então foi o dia histórico para a cidade de Cravinhos, já que aplicou-se a primeira vacina da Coronavac.

O município de Cravinhos recebeu na tarde de quarta-feira (20/01) as primeiras doses da vacina Coronavac, que visa o combate a Covid-19. A distribuição foi feita em todos os 26 municípios integrantes da DRS (Departamento Regional de Saúde) de Ribeirão Preto. Depois de Ribeirão Preto foi o município cravinhense a segunda cidade a receber 360 doses da vacina, que é produzida pelo Instituto Butantan, na capital paulista.

“Uma grande honra em ser a segunda cidade dos 26 municípios a receber as doses de vacinas, que são destinadas para os profissionais de saúde, indígenas e quilombolas. Tenho certeza que mais do que a vacinação, trazemos em cada dose a esperança de vida e fim dessa Pandemia Mundial”, revela a secretária municipal de Saúde de Cravinhos, Roberta Ap. Meneghetti.

A técnica de enfermagem, Érica Buccini, foi a primeira a receber a vacina, e a enfermeira, Nádia Frazão a primeira a aplicar a dose da vacina
Foto: Kennedy Oliveira

Na quinta-feira (21/01), então foi o dia histórico para a cidade de Cravinhos, já que aplicou-se a primeira vacina da Coronavac, e quem a recebeu foi a técnica de enfermagem, Érica Ap. Buccini Barissa, que trabalha há 21 anos na Saúde de Cravinhos, bem como auxilia na sala de vacinação da Unidade Básica de Saúde “José Stella”, no bairro João Berbel.

“Foi um grande privilégio por ter sido escolhida a primeira a tomar a vacina em Cravinhos. A sensação foi excelente, não tive nenhum problema e a aplicação foi bem tranquila. Com certeza aconselho todos a também tomarem, assim que for disponibilizada”, diz a técnica de enfermagem, Érica Ap. Buccini Barissa.

Nádia Frazão foi a enfermeira responsável por realizar a primeira aplicação da vacina de combate ao Coronavírus
Foto: Kennedy Oliveira

Se para quem tomou a sensação foi ótima, para quem teve o privilégio de ser escolhida para aplicar a primeira dose também se tornou um momento gratificante e de muita esperança pela vida.

“A aplicação da vacina foi totalmente tranquila e semelhante a tantas outras que já fiz, mas o sentimento e a emoção são diferenciados, porque é um orgulho em ter sido escolhida a primeira a realizar essa aplicação em Cravinhos. E essa vacina é uma esperança que temos contra essa doença que vem avassalando o mundo todo”, comenta a primeira enfermeira de Cravinhos a aplicar a vacina de combate ao Coronavírus, Nádia Frazão Rossi.

Todos os profissionais da rede municipal de Saúde receberam a primeira dose da vacina, a qual será repetida daqui 28 dias, como é recomendado pelos órgãos de Saúde.

Vice-prefeito, Márcio Barroso; o prefeito, Itamar Bueno; a técnica de enfermagem, Érica Buccini e a secretária de Saúde, Roberta Meneghetti celebram a aplicação da vacina
Foto: Kennedy Oliveira

“Inicialmente recebemos essas 360 doses da vacina, o que atende os profissionais da Saúde, e agora temos a certeza que os Governos Estadual e Federal, em parceria com o Instituto Butantan poderão fornecer vacinas para todas as faixas etárias, e ressaltamos que nossa cidade está preparada para imunizar toda a população, assim que a vacina for disponibilizada ao município”, afirma o prefeito de Cravinhos, Itamar Bueno.

Autoridades municipais durante a aplicação da primeira dose da Coronavac em Cravinhos
Foto: Kennedy Oliveira

Durante a aplicação da primeira dose da vacina, se fizeram presentes toda a equipe da Unidade Básica de Saúde “José Stella”, além do prefeito Itamar Bueno; o vice-prefeito, Márcio Barroso; o presidente da Câmara, José Francisco Matasso Ferdinando; a secretária de Saúde, Roberta Meneghetti; além dos vereadores Vanderson Carniel, Tiago Carrascosa, Vágner Calegioni, Luís Siqueira, Juninho Vessi, Diego Souza e Marco Antonio Fortunato.

A aplicação da vacina da Coronavac é celebrada como esperança a vida
Foto: Kennedy Oliveira

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: