Confira o que acontece no agronegócio

O que acontece durante a semana no agronegócio você acompanha aqui na Intertv Web.

O colunista Gustavo Batista traz toda semana na coluna “Agro Minuto”, o que aconteceu na semana no mundo do agronegócio. Acompanhem!

EXPORTAÇÕES CAFÉ

O Brasil exportou 40 milhões de sacas de café no ano-safra 2019/20. É o segundo maior recorde histórico no período. Entre as variedades embarcadas o arábica representou 78,8% das exportações, com a exportação de 31,5 milhões de sacas; o robusta (conilon), 11,1% (4,4 milhões de sacas); e o solúvel, 10% (4 milhões de sacas). A receita cambial na safra 2019/20 foi de US$ 5,1 bilhões, o que representa um aumento de 8,8%.

Os principais destinos foram os Estados Unidos, com a exportação de 7,8 milhões de sacas (19,6% dos embarques totais no período); Alemanha, com a exportação de 6,8 milhões de sacas (17%); e Itália, com 3,3 milhões de sacas (8,4%).

A divulgação foi do Cecafé.

CARNE DE FRANGO E SUÍNA NO BRASIL

A produção brasileira de carne de frango deverá crescer entre 3% e 4% em 2020, alcançando o total de 13,7 milhões de toneladas. Com isso, o consumo interno deve atingir 43,9 quilos per capita ano no país.

Já em relação a carne suína, a produção deve ser entre 4% a 6,5% maior em relação a 2019, alcançando até 4,25 milhões de toneladas. O consumo interno também deve crescer 2,5%, e alcançar 15,3 quilos per capita ano em 2020.

Os dados são da Associação Brasileira de Proteína Animal.

O Brasil exportou 40 milhões de sacas de café no ano-safra 2019/20. É o segundo maior recorde histórico no período
Foto: GestAgro 360º

PREVISÕES AGRO SP

De acordo com o instituto de economia agrícola, a colheita de grãos na safra 2019/20 deve somar 10,3 milhões de toneladas no estado de São Paulo, o que representa acréscimo de 7,7% em relação à safra anterior. O bom resultado é consequência do aumento de produção estimado para amendoim (+31,3%), arroz (+4,8%), café (+33,2%), feijão de inverno sem irrigação (+3,7%), milho safrinha (+0,4%) e soja (+16,4%).

HORTIFRUTI QUARENTENA

Pesquisa realizada pela equipe do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da USP mostra que 68% dos produtores de frutas e hortaliças consultados afirmaram ter registrado rentabilidade parcialmente ou totalmente prejudicada, devido à pandemia de coronavírus. Parte do setor só não teve prejuízo mais intenso no primeiro semestre porque a oferta da maioria dos produtos foi controlada de março a maio. No caso das hortaliças, a safra de verão teve a produtividade reduzida e o volume ofertado esteve menor, especialmente para produtos como batata, cebola, cenoura e tomate.

A partir de junho, com a retomada gradual das atividades econômicas, o consumo de frutas e hortaliças reagiu.

Parte do setor só não teve prejuízo mais intenso no primeiro semestre porque a oferta da maioria dos produtos foi controlada de março a maio
Foto: Portal AgroNotícias

CONSUMO ETANOL

O consumo de combustíveis no mercado nacional atingiu 22,72 bilhões de litros, em gasolina equivalente, no acumulado de 2020, o que representa queda de 12,7% na comparação com o mesmo período de 2019. Enquanto isso, o etanol hidratado, indica uma retração de 16,7% em relação ao primeiro semestre de 2019, com um total consumido de 8,96 bilhões de litros, o segundo maior consumo de hidratado nos primeiros seis meses de cada ano.

O etanol hidratado, indica uma retração de 16,7% em relação ao primeiro semestre de 2019
Foto: Divulgação

Gustavo Batista

Gustavo Batista é jornalista há 20 anos com pós-graduação em gestão de comunicação. Tem experiência em rádio, tv, assessoria de imprensa e meios digitais. Já atuou em canais de tv como TV Clube, TV Record e TV Thathi. Atua há 10 anos no setor de Agronegócio.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: