Brasil faz 3 a 0 e dá chocolate na Argentina

A vitória deixou a seleção canarinho na liderança das eliminatórias sul-americanas, agora com 24 pontos.

gols_brasil_3_x_0_argentina_1

A Seleção Brasileira provou que vive uma nova fase. Na noite desta quinta-feira, 10, o Brasil não tomou conhecimento da arquirrival Argentina e derrotou os hermanos com um 3 a 0 e muita facilidade, no Mineirão. O resultado ainda saiu barato para os visitantes, que veem a classificação para o Mundial de Rússia se complicar.

A vitória deixou a seleção canarinho na liderança das eliminatórias sul-americanas, agora com 24 pontos. O próximo compromisso brasileiro é na quarta-feira, 16, às 0h15, diante do Peru, no Estádio Nacional de Lima.

Em contraste ao Brasil, a Argentina está em sexto, com 16 pontos, e, se a competição terminasse hoje, sequer iria para a Copa do Mundo. A Albiceleste volta a campo na noite de terça-feira, 15, às 21h30, em San Juan, em um duelo vital contra a Colômbia, que está dois pontos à frente dos argentinos.

1º tempo

A Argentina começou dominando a partida. Nos primeiros 15 minutos, os hermanos chegaram a acumular mais de 60% de posse de bola e fizeram a defesa brasileira correr para marcar. O domínio, entretanto, não resultou em chances de claras de gol. A primeira finalização perigosa só veio aos 23 minutos, quando Messi encontrou Biglia na entrada da área. O volante chutou forte da entrada da área e Alisson fez ótima defesa para salvar o Brasil.

No lance seguinte, veio a resposta verde-amarela. Neymar deu um belo toque para Philippe Coutinho, que dominou, avançou, limpou os defensores e deu um chute certeiro para as redes, tirando qualquer possibilidade de ação de Romero e tirando o Brasil do sufoco no Mineirão.

Após o gol, os argentinos demonstraram certo abatimento. Contudo, os hermanos estão mal na tabela e precisavam partir para o ataque em busca de uma reação imediata. A primeira chance de empate surgiu aos 33, quando Enzo Pérez arrancou pela direita de ataque e arrematou para o gol. A bola, no entanto, perdeu direção e saiu à direita de Alisson, sem perigo.

O Brasil se armou para dar o bote e quase conseguiu o segundo gol aos 37 minutos. Neymar puxou contra-ataque, deixou Mascherano para trás e finalizou na trave, tirando gritos de ‘uhh’ da torcida.A Argentina martelava, teve uma boa oportunidade em falta de Messi, que parou na barreira, mas quem marcou foi a seleção canarinho. Aos 45, Gabriel Jesus avançou, não foi fominha e tocou para Neymar, livre na área. O atacante só teve o trabalho de tirar do alcance de Romero e anotar o segundo gol brasileiro no fim da primeira etapa.

2º tempo

O início do segundo tempo foi bem semelhante à maioria da etapa inicial. A Argentina dominava a posse de bola, mas não achava espaços na defesa brasileira. Toda no ataque, a seleção hermana deixou muitos vazios na defesa, que quase resultaram em um gol de Gabriel Jesus, que finalizou de canela aos dois minutos após belo passe de Neymar.

Aos nove minutos, o Brasil perdeu uma chance de ouro. Paulinho ficou com a bola na área, tentou tocar para Neymar, a bola desviou no zagueiro e voltou nele mesmo. O volante driblou o goleiro e tocou fraco para o gol vazio. Deu tempo para Zabaleta chegar e cortar, salvando os visitantes do terceiro gol.

Mas de nada adiantaram os esforços de Pablo Zabaleta. Quatro minutos depois, o mesmo Paulinho apareceu para marcar o terceiro. Marcelo cruzou da esquerda, Renato Augusto tocou para o meio e o volante chegou batendo de primeira, forte, sem chances de defesa para Romero.

A vantagem dilatada deixou a Argentina entregue em campo. Com muita liberdade, o Brasil só não ampliou porque não acertou o pé. Neymar, Douglas Costa e Roberto Firmino tiveram boas oportunidades de marcar, mas no fim o jogo ficou no 3 a 0, com muita festa da torcida em Belo Horizonte.

Colaboração Portal 730

 

Autor

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: