Cravinhos ganha mais um sacerdote

Em oito anos de caminhada rumo ao sacerdócio, o futuro padre Fernando Venturin Franco trabalhou em dez comunidades, assim conseguindo uma vasta bagagem

Como muitos dizem: ‘não se escolhe ser padre, mas Deus aponta os filhos que assim receberão essa Ordem’. Até concretizar esta trajetória existe um longo caminho a ser traçado, como é o caso do cravinhense Fernando Venturin Franco, 28 anos, filho do casal Maria Aparecida Venturin Franco e Luiz Garcia Franco (in memorian), que se ordenará padre no próximo dia 18 de março.

Antes de ingressar na vida vocacional, Fernando Franco trabalhou, estudou e serviu com muito amor e carinho a sua comunidade mãe, a Paróquia Santa Luzia, como acólito e também membro do grupo de jovens.

Padre Fernando Venturin Franco

No ano de 2008, ingressou no Seminário Propedêutico Bom Pastor, na cidade de Jardinópolis (SP), onde permaneceu até o final do mesmo. Após esse tempo de preparação e adaptação, iniciou sua vida acadêmica cursando as faculdades de Filosofia 2009/2011 e Teologia 2012/2015, ambas no (CEARP – Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto), e no mesmo ano de 2009 passou a morar no Seminário Maior Maria Imaculada na cidade de Brodowski (SP).

“Neste tempo de sete anos, dividia a minha vida acadêmica com a minha vida pastoral.  Nos finais de semana realizava o que chamamos de ‘estágio pastoral’ aprendendo e partilhando a vida, e, além do mais, aprendendo com cada comunidade onde realizava meus trabalhos. Hoje me preparo para ser ordenado padre, mas, antes de receber o segundo grau da Ordem, realizei o ‘diaconado transitório’; ele é para todos os homens que estão a caminho do sacerdócio. Após estes seis meses, me preparo para ser consagrado definitivamente ao Senhor e ao serviço da sua Igreja”, explica o futuro padre Fernando.

A reportagem da Intertv Web conversou, nesta semana, com o futuro padre Fernando Franco e ele explicou um pouco de sua trajetória, o que espera daqui para frente e seus futuros projetos.

Fernando Venturin Franco

Intertv Web – Quando foi que decidiu que seria Padre?

Fernando Venturin Franco – A minha vida sempre foi traçada por caminhos inesperados. Desde criança já participava das missas da Comunidade Santa Luzia, antes pertencente à Paróquia São José. Após a minha infância, início da adolescência e caminhada eclesial, começou o coração bater com um sentimento diferente, foi quando procurei o padre José Humberto Motta [Pe. Beto] para conversarmos e ele me indicou os encontros vocacionais pela nossa Arquidiocese de Ribeirão Preto. Enfim, essa decisão não foi somente minha, mas antes Deus a colocou em meu coração e foi semeando para que no momento oportuno ela aflorasse em meu coração e eu assumisse o seguimento a Jesus Cristo e sua Igreja.

Intertv Web – Alguma vez o senhor teve dúvidas quanto a sua vocação?

Fernando Franco – Interessante, durante meu tempo de acólito, sempre me disseram que eu seria padre, e sempre neguei, mas bem sabemos que Deus nunca desiste dos seus escolhidos. Dúvidas, nunca cheguei a pensar nelas, mais sempre tive medo, mas para aquele que confia no chamado que Deus faz, medo algum resiste ou mesmo é mais forte que a sua vocação, hoje sou imensamente grato a Deus por ter me escolhido, foi nesse intuito que o lema de minha ordenação veio do livro do profeta Samuel: “Fala Senhor, que teu servo escuta” (1Sm 3,10) e hoje escolhi para seguir meu coração e nortear meu ministério Presbiteral com o lema extraído do Evangelho de São Lucas: “Fazei isto em memória de mim” (Lc  22,19).

Intertv Web – O que é ser padre para você?

Fernando Franco – Ser padre, é antes de tudo, deixar ser guiado por Jesus. Olhando para a vida o presbítero é o jovem que inicia seu processo formativo de oito anos tendo diariamente um encontro pessoal com Deus, vivendo para Deus, sorrindo para Deus, olhando no irmão o próprio Deus. E quando nos ordenamos, levar essa experiência pessoal que tivemos com Deus para as pessoas que sentem a necessidade deste encontro.

O presbítero é o homem que tem em seu coração o maior coração do mundo, ele leva em seu coração o coração de Deus, pois ele é o porta voz da mensagem de Deus, ele é que direciona pensamentos, conduz uma porção do rebanho de Deus a ele confiado. Ser presbítero é ter em seu coração a alegria de batizar uma criança, mais ao mesmo tempo se solidarizar com uma família que perde seu ente querido.

É viver a cada dia do ministério, uma entrega total e se lembrar que a cada passo dado você foi formado para conduzir o povo a Deus, levar Deus, ser presença espiritual de um Deus que tanto amou o mundo, que entregou seu Único filho, para ser condenado e morto por uma humanidade que se preocupava apenas com o próprio interesse.

Intertv Web – Quem foram os maiores influenciadores para que você chegasse a ser Padre?

Fernando Franco – A princípio houve três pessoas que me ajudaram muito a discernir a minha vocação: Pe. José Humberto e dois outros amigos ambos padres Pe. Alessandro Tenan e Pe. Miguel Donizete Garcia (diocese de Jales) que trabalhou na comunidade como seminarista também. Depois de anunciar a minha partida da cidade para o seminário, minha família me apoiou e ajudou sempre a buscar o meu sonho de ser padre.

Intertv Web – Após sua Ordenação, o senhor já tem paróquia de destino?

Fernando Franco – Ainda não, mais aonde o Senhor mandar irei de bom coração.

Intertv Web – Quando e onde celebrará sua 1ª Missa?

Fernando Franco – Não teria como ser em outro lugar (risos), acontecerá na Paróquia Santa Luzia, na cidade de Cravinhos, às 19h, no dia 19 de março de 2017. Aqui aproveito e deixo o convite a todos.

Intertv Web – Como você vê a relação da Tecnologia com a Igreja Católica?

Fernando Franco – Totalmente produtivo, pois por meio dela temos um alcance maior aos nossos fiéis, por meio dela conseguimos chegar a locais que muitas vezes nossa voz não chega. Tive a oportunidade de realizar dois meses de missão em Manaus (AM) e lá a experiência entre tecnologia e Igreja é forte demais, mesmo pelo motivo da dificuldade de acesso a determinadas comunidades, aonde não conseguimos chegar, ela nos ajuda a estarmos mais perto dos nossos. Portanto, a tecnologia vem nos ajudando muito a evangelizar.

Fernando Venturin Franco

Intertv Web – Se o senhor não fosse padre, o que gostaria de ter sido?

Fernando Franco – Então…(risadas) Se eu não fosse padre muitas vezes já passou pela minha cabeça em atuar ou na área da educação ou também na área das ciências humanas como psicólogo. Mais como padre me completo, pois no amor a minha vocação sinto que a minha vida se aperfeiçoa a cada dia mais, pois Deus me chamou, me ungiu e consagrou para viver para Ele, por Ele e com Ele.

Intertv Web – Qual o seu hobby?

Fernando Franco – Gosto de muitas coisas, ler, ouvir músicas, mais o meu melhor hobby é estar com minha família e meus amigos.

Intertv Web – Como o senhor se define como pessoa?

Fernando Franco – Na minha vida, não sou eu quem me defino, mais sim Deus.

Intertv Web – Qual a sua opinião sobre o Papa Francisco?

Fernando Franco – Para mim, ele vem a cada dia mostrar um pouco mais do que Jesus quer que vivamos a simplicidade a atenção aos mais carentes e necessitados. Seu governo hoje é conduzido assim, ele se abre a todos os que até ele buscam se aproximar. A experiência da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro mostrou muito bem isso. Isso mostra que o Espírito Santo, conduz a Igreja de Cristo com muita sabedoria.

Intertv Web – Qual a mensagem que deixa para a população de Cravinhos?

Fernando Franco – Amo minha cidade, Deus sempre olhou para nós com amor de Pai, deu a nossa cidade quatro padres e dois diáconos permanentes. Isso é reflexo de uma cidade que olha para a vocação com muito amor e carinho e cuida para que todos produzam seus frutos. Nossa cidade é protegida por dois intercessores São José que protege a nossa cidade e também Santa Luzia. São José, pai adotivo de Jesus que o amou tanto e hoje nos ensina a amar a nossa cidade da mesma forma, seja para os que nascem aqui ou mesmo os que adotamos como nossos também e Santa Luzia, que por seu testemunho de amor, nos ensina a testemunhar a nossa fé com autenticidade e fortaleza.

Aqui só tenho agradecer, por tudo que fizeram pelas vocações, que todos sejam felizes e continuem a buscar e rezar para que Deus suscite mais vocações em nossa cidade.

Intertv Web – Suas considerações finais.

Fernando Franco – Agradeço imensamente a Deus que me chamou à vida e também ao ministério sacerdotal, a todas as pessoas que rezam e ainda continuam rezando para que eu seja um bom padre.

Rogo sempre a Virgem Maria para que olhe sempre para o nosso povo com o olhar de mãe e suas mãos postas em oração conduzam sempre as nossas preces ao coração de Deus.

A vocês também da “Intertv Web”, por darem esta oportunidade de mostrarmos um pouco o que nossa Igreja vive por meio da entrega de jovens ao ministério da vida consagrada. Deus abençoe a todos, um forte abraço!

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: