Confira o que acontece no agronegócio

O que acontece durante a semana no agronegócio você acompanha aqui na Intertv Web.

O colunista Gustavo Batista traz toda semana na coluna “Agro Minuto”, o que aconteceu na semana no mundo do agronegócio. Acompanhem!

DEFENSIVOS AGRÍCOLAS BIOLÓGICOS

O Ministério da Agricultura bateu recorde de registro de produtos agrícolas biológicos. Neste ano já foi autorizado o comércio de 56 defensivos de baixo impacto. Como o 2020 ainda não acabou, existe a expectativa que este número aumente ainda mais.

CITRICULTURA PAULISTA

O sistema GEDAVE aponta a existência de cerca de 9.800 propriedades rurais produtoras de laranja no estado de São Paulo. Nelas são cultivadas 201 milhões de plantas em 60 mil talhões. Neste ano foram eliminadas aproximadamente 1 milhão e duzentas mil árvores por causa do greening. A doença é a principal preocupação do setor citrícola.

O Ministério da Agricultura bateu recorde de registro de produtos agrícolas biológicos
Foto: Divulgação

PREÇO LIMÃO

As cotações da lima ácida tahiti, o limão, seguem em altos patamares, apesar da leve retração na última semana. A média de comercialização da fruta na sexta passada foi de R$ 92,41/cx de 27 kg colhida, segundo o Cepea. A oferta está reduzida e deve crescer somente a partir de meados de setembro quando os frutos vão estar no tamanho e estágio de maturação ideais para a colheita.

FEBRE AFTOSA

O governo federal reconheceu os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e parte do Amazonas e do Mato Grosso como livre de febre aftosa sem vacinação. A medida é importante para a abertura de mercados para as exportações de carne bovina. Somente Santa Catarina tinha este reconhecimento no país até agora. O Ministério da Agricultura trabalha para que todos os estados alcancem a certificação. A decisão vale a partir de primeiro de setembro.

O governo federal reconheceu os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e parte do Amazonas e do Mato Grosso como livre de febre aftosa sem vacinação
Foto: Ministério da Agricultura

PREÇO DO CAFÉ

A safra 2020 do café já está na reta final e o preço da saca de 60kg do grão continua em alta. Na última semana chegou a R$ 590. O valor é um dos maiores da série histórica do Cepea. A expectativa é de colheita somente do tipo arábica de 43 milhões de sacas. Os principais motivos da valorização são a especulação no mercado internacional que tem baixo estoque, além produtividade e qualidade do produto agrícola brasileiro.

ESTIMATIVA CANA CONAB

A segunda estimativa da safra 2020/21 de cana-de-açúcar no Brasil da Conab aponta estabilidade no crescimento da produção em relação ao ciclo passado com a colheita de 642,1 milhões de toneladas. Com esse volume deve ser produzido o recorde de 39,3 milhões de toneladas de açúcar. Com isso, o Brasil deve ficar por dois anos seguidos como o maior produtor do adoçante no mundo.

O Brasil deve ficar por dois anos seguidos como o maior produtor de açúcar no mundo
Foto: Divulgação

Gustavo Batista

Gustavo Batista é jornalista há 20 anos com pós-graduação em gestão de comunicação. Tem experiência em rádio, tv, assessoria de imprensa e meios digitais. Já atuou em canais de tv como TV Clube, TV Record e TV Thathi. Atua há 10 anos no setor de Agronegócio.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: