Confira o que acontece no agronegócio

O que acontece durante a semana no agronegócio você acompanha aqui na Intertv Web.

O colunista Gustavo Batista traz toda semana na coluna “Agro Minuto”, o que aconteceu na semana no mundo do agronegócio. Acompanhem!

CONSUMO COMBUSTÍVEIS

Dados divulgados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar apontam que no mês de setembro de 2020 houve recuperação no consumo de combustíveis no Brasil com crescimento de 17,9%. Foram consumidos 1,70 bilhão de litros de etanol hidratado e 3,13 bilhões de litros de gasolina. No acumulado de janeiro a setembro de 2020, as vendas de combustíveis continuam abaixo do volume comercializado em 2019. Somente o consumo de etanol hidratado contabiliza retração de 15,2%, com total de 13,74 bilhões de litros.

(Fonte: ÚNICA)

PIRACEMA

Já está valendo, o início do período de defeso continental em duas bacias hidrográficas que abrangem o Estado de São Paulo – a do rio Paraná e a do Atlântico Sudeste (rios Paraíba do Sul e Ribeira de Iguape). Durante o período está proibida a pesca de espécies nativas para preservação da fauna. Devem ser declarados os estoques de pescado in natura, resfriados ou congelados, armazenados por pescadores profissionais e os existentes nas Colônias e Associações de pescadores. A medida também vale para frigoríficos e peixarias.

A pesca de espécies não nativas, de híbridos e de camarão gigante da Malásia é permitida se realizada sem que o pescador esteja embarcado e usando equipamentos como linha de mão, caniço, vara com molinete ou carretilha. A proibição termina em 28 de fevereiro de 2021.

Está proibida a pesca de espécies nativas para preservação da fauna
Foto: Divulgação

PRODUÇÃO ÓLEO VEGETAL

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis divulgou que a indústria de oleaginosas deve encerrar o ano também com recorde de moagem, totalizando 44,6 milhões de toneladas no Brasil.

(Fonte: ANP)

BALANÇA COMERCIAL AGRO

A queda nas importações acompanhada da estabilidade nas exportações fez a balança comercial do agro registrar o segundo maior superávit para meses de outubro. No mês passado, o país exportou US$ 5,473 bilhões.

Com o resultado do mês passado, a balança comercial acumula superávit de US$ 47,662 bilhões de janeiro a outubro.

Entre os produtos que puxaram a queda das exportações agropecuárias em outubro, os destaques foram a soja, cujo valor vendido recuou US$ 37,31 milhões, e o algodão bruto, com retração de US$ 2,91 milhões na mesma comparação. As vendas de café não torrado, porém, saltaram US$ 5,14 milhões pela média diária no último mês.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis divulgou que a indústria de oleaginosas deve encerrar o ano também com recorde de moagem
Foto: Divulgação

SEGURO RURAL

Até outubro deste ano, 10 milhões de hectares foram segurados com o apoio do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural, superando o ano de 2014, quando foi registrada área segurada de 9,9 milhões de hectare.

Foram utilizados em torno de R$ 680 milhões em subvenção ao prêmio que auxiliou financeiramente os produtores a contratar até o momento cerca de 149 mil apólices, cujo valor total segurado foi de R$ 33 bilhões.

O produtor que tiver interesse em contratar o seguro rural deve procurar um corretor ou uma instituição financeira que comercialize apólice de seguro rural. Atualmente, 14 seguradoras estão habilitadas para operar no PSR.

(Fonte: MAPA)

PLANO ABC

Imagens de satélites apontam que a área total com pastagens classificadas como degradação severa reduziu de 34,3% para 25,2% entre 2010 e 2018. No período de foram recuperados 26,8 milhões de hectares de pastagens degradadas.

Até outubro deste ano, 10 milhões de hectares foram segurados com o apoio do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural
Foto: Divulgação

PREÇO AÇÚCAR OUTUBRO

Ao longo de outubro, usinas paulistas estiveram firmes nos preços pedidos pelo açúcar cristal. Na última semana do mês, o preço médio do cristal subiu para a casa dos R$ 100 por saca de 50 kg, se aproximando do recorde nominal da série do Cepea, de R$ 100,92/saca, verificado em 28 de outubro de 2016.

PREÇO ARROZ OUTUBRO

Embora o Indicador do preço do arroz tenha subido pelo sétimo mês consecutivo e registrado, no dia 13 de outubro, o maior valor real da série do Cepea, de R$ 106,34/sc, o mercado de arroz em casca no Rio Grande do Sul apresentou baixa liquidez em boa parte do mês.

PREÇO ARROBA BOVINA OUTUBRO

Após operar em alta durante todo o mês, o Indicador do boi gordo no mercado paulista chegou à casa dos R$ 270,00/@ no encerramento de outubro, atingindo novo recorde real diário da série histórica do Cepea, iniciada em 1994.

PREÇO CAFÉ OUTUBRO

Os preços domésticos do café arábica recuaram em outubro. A saca de 60kg fechou a R$ 536,60, baixa de 5% em relação à de setembro. Frente a outubro/19, no entanto, os preços ainda apresentam alta de 40,10 Reais por saca, ou +8,1%.

PREÇO MILHO OUTUBRO

No encerramento de outubro, o Indicador do milho chegou à casa dos R$ 82,00/saca de 60 kg, recorde real da série diária do Cepea.

Veja a valorização dos preços do açúcar, arroz, milho, café e carene bovina
Foto: Portal Campo Vivo

Gustavo Batista

Gustavo Batista é jornalista há 20 anos com pós-graduação em gestão de comunicação. Tem experiência em rádio, tv, assessoria de imprensa e meios digitais. Já atuou em canais de tv como TV Clube, TV Record e TV Thathi. Atua há 10 anos no setor de Agronegócio.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: