Uso de suplementos esportivos por adolescentes

Hoje a oferta de suplementos alimentares é alta e eles são encontrados facilmente em farmácias e supermercados. Essa facilidade de acesso aumenta o risco do consumo inadequado.

A busca pelo corpo dos sonhos é objetivo não apenas dos adultos, os adolescentes estão visando cada dia mais mudanças nos seus corpos. Com o intuito de alcançarem corpos musculosos ou perderem peso, acabam optando por suplementos à base proteína ou por termogênicos. O problema é que, na grande maioria das vezes, isso ocorre sem acompanhamento de um profissional e os resultados podem ser diferentes daqueles que foram almejados.

Abordando os suplementos à base de proteína, esse macronutriente tem como função o crescimento, construção e recuperação dos tecidos corporais. Porém, o excesso não será bom para o organismo. O uso da proteína com a finalidade de ganho muscular, deve ser ajustado de forma individual e deve ser avaliado se realmente existe necessidade de tal suplementação. Na grande maioria dos casos, quando há equilíbrio na alimentação, a suplementação é desnecessária.

Foto: Divulgação

Fatores como gênero, faixa etária, fase de desenvolvimento e nível de atividade física praticadas devem ser levados em consideração para definir a quantidade necessária de proteínas por dia para adolescentes, sendo que na grande maioria dos casos, essa quantidade é facilmente atingida via alimentação.

Hoje a oferta de suplementos alimentares é alta e eles são encontrados facilmente em farmácias e supermercados. Essa facilidade de acesso aumenta o risco do consumo inadequado. Introduzir em alguma refeição um smoothie proteico por exemplo, não trará problemas à saúde, porém o consumo sem orientação e em excesso sim. Como todos os alimentos no geral, devemos ter equilíbrio e os adolescentes estão mais propensos a não terem informações necessárias sobre uma alimentação adequada e como ela pode ser suficiente para que eles alcancem bons resultados.

Renata Dessordi

Renata Dessordi é nutricionista formada pela Universidade de Ribeirão Preto, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva. Mestra em Alimentos e Nutrição pela Unesp. Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela USP/Unesp. Auriculoterapeuta Francesa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: