Projeto de educação ambiental ‘Sem Abelha Sem Alimento’ tem exposição de trabalhos escolares no Bosque Fábio Barreto

Mais de 2.200 pessoas estiveram no local participando da 1ª Mostra de Arte Infantil e da 2ª Feira Educativa de Produtos das Abelhas

O Bosque Fábio Barreto abriu suas portas para a apresentação dos trabalhos da 1ª Mostra de Arte Infantil das 67 turmas de alunos do 3º ano do Ensino Fundamental da rede municipal de Ribeirão Preto. São painéis coletivos que fazem parte do Projeto Educacional “Sem Abelha Sem Alimento”, uma parceria entre as Secretarias Municipais de Educação, Meio Ambiente e a ONG Bee or not to be, de atuação na área ambiental. O projeto conta com o apoio da Unimed.

As atividades tiveram início em maio desse ano quando foram distribuídos para os alunos de 3º ano de 52 escolas da rede municipal cerca de 2 mil “Cadernos de Atividades” para Educação Ambiental, material didático desenvolvido especialmente para ensinar as crianças sobre a vida e a importância das abelhas. Com esse material, eles iniciaram em sala de aula um dinâmico aprendizado sobre os maiores polinizadores do planeta, complementando os estudos com visitas, desde agosto e ainda em andamento, ao Laboratório de Estudos e Serviços Ambientais (LESAM) da USP.

O passo seguinte foi expressar o conhecimento assimilado por meio de trabalhos artísticos, feitos com técnicas diversas incluindo sucatas, colagens e pinturas, apresentados no Bosque Fábio Barreto. O evento reuniu mais de 2.200 pessoas, entre alunos, pais e visitantes do Bosque, para a 1ª Mostra de Arte Infantil e a 2ª Feira Educativa de Produtos das Abelhas, além de atividades de degustação de mel, exposição de macrofotografias de abelhas e flores e escuta das abelhas. O encontro teve uma positiva repercussão junto a alunos, professores e gestores da Secretaria de Educação e do Meio Ambiente, indicando que o projeto e a parceria devem continuar.

A Organização de Proteção às Abelhas “Bee or not to be”, associação socioambientalista que reúne cientistas, professores, produtores de mel, empresários, agricultores, autoridades, militantes e defensores da causa, apoia e desenvolve ações para a defesa, elevação e manutenção da vida de todas as espécies de abelhas e do meio ambiente, em especial no Brasil e na América Latina, através das atividades de educação profissional e ambiental. Mais informações sobre a Bee or not to be é só acessar o site www.semabelhasemalimento.com.br.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: