Você é maravilhoso, só não é perfeito

Você já parou pra pensar no quanto é difícil reconhecer que erramos? Parece que se admitirmos facilmente que erramos, nosso valor como pessoa será reduzido ou mesmo seremos completamente desqualificados como ser humano. Então, quando alguém aponta um erro ou defeito nosso, temos um sentimento do tipo: “Socorro, me pegaram, descobriram que eu não sou perfeito.” E, comumente, nossa primeira reação é de negar, justificar ou mesmo contra-atacar para sair por cima na conversa.

Não seria mais fácil ouvirmos o que a outra pessoa tem a dizer, ponderarmos se faz sentido e, se fizer, simplesmente admitirmos, pedirmos desculpas e ficarmos atentos para não cairmos no mesmo erro de novo?

Sem dúvida, nossos relacionamentos seriam mais fáceis simplesmente se aceitássemos que não somos perfeitos e, como seres humanos, erramos e, por isso, precisamos do perdão das pessoas. É claro que isso não pode ser usado como desculpa para justificarmos todos os erros que cometemos, mas, aceitarmos a nossa humanidade deveria nos manter humildes e com muito mais empatia, principalmente, com as pessoas da nossa família. Infelizmente, são elas que mais sofrem com nossos erros e defeitos apesar de serem, justamente, as que mais nos conhecem e nos amam como somos. Por outro lado, às vezes caímos num outro erro que é ficarmos remoendo nossos erros com a culpa e não perdoamos a nós mesmos, mesmo quando a outra pessoa envolvida já nos perdoou. Parece que desenvolvemos um tipo de prazer em nos autorejeitarmos e autopunirmos. Mas isso também não é correto e tão pouco bom para a nossa saúde mental e de nossos relacionamentos.

A melhor maneira de lidarmos com nossos erros e com os dos outros é compreendermos que o que deve nos unir são nossos pontos fortes, nossos valores e, se eles forem reconhecidos e utilizados no dia a dia, os erros que cometermos ou cometerem conosco, eventualmente, ficarão pequenos mediante a tantas qualidades compartilhadas. Veremos que os erros fazem parte do dia a dia de qualquer um e de todos os relacionamentos.

Então, se enxerga!

Você é maravilhoso, só não é perfeito! Seja rápido para reconhecer seus erros e pedir perdão e mais rápido ainda para perdoar, principalmente, se for alguém da sua família. E, quando errar, reflita mas não repita. Lembre-se que o perdão nos dá uma nova chance mas a confiança sempre precisará de tempo para ser reconquistada.

(Colaboração Elisa Simões)

Autor

Luis Fernando Câmara

É presidente da Vox2You – a Arte de falar bem, e empreendedor desde a adolescência.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: