Pós-pandemia: novas profissões ou profissionais adaptados ao novo normal?

Especialista explica como os setores de recrutamento e seleção encontrarão os profissionais adaptados ao novo momento quando a pandemia acabar.

Quais as profissões que estarão em alta no período pós-pandemia, ou quais profissionais terão destaque no mercado de trabalho e permanecerão em seus empregos? Existem diversas análises sobre o tema, mas todas as discussões estão baseadas em estudos e experiências de profissionais atuantes no ramo de Administração, Recrutamento e Seleção e Recursos Humanos. Estes segmentos estarão em alta, e para todos os outros, a escolha deverá tender por profissionais com habilidades socioemocionais de destaque, assim como nas áreas de saúde, tecnologia e finanças.

“Os estudantes que tiverem uma boa visão do mundo ao sair dos cursos de graduação, com mais capacidade de enxergar essas oportunidades, estarão mais adequados para assumirem posições importantes no mercado de trabalho”, explica a especialista em Gestão de Pessoas e de Negócios, professora do curso de Administração de Empresas da Estácio, Elaine Barreto.

Foto: Divulgação

Para conquistar uma vaga no mercado de trabalho é necessário estar preparado.

“Existem diversos modelos de ensino disponíveis para auxiliar a todos os perfis de estudante na conquista do ensino superior, utilizando, na medida certa, o que a tecnologia pode entregar de melhor. Por isso, o primeiro passo é ingressar no ensino superior, escolhendo a modalidade mais adequada para a realidade de cada aluno”, ressalta a especialista.

Para quem já está na universidade, a dica é estar atento às oportunidades de estágio, sejam presenciais ou online.

“Uma das principais tendências é que se o profissional não conseguir se desenvolver enquanto mundo digital, ele não vai conseguir viver este novo normal, que acontecerá no pós-pandemia”, continua a administradora.

De acordo com ela, com o advento da pandemia, os setores passaram a se adaptar às necessidades de mercado, sem perder o momento de trabalho, como a mudança para o mundo digital.

Foto: Divulgação

“Hoje os setores de RH diminuíram muito a necessidade de utilizar papel para trocar informações, e o digital vem para mostrar que até mesmo o happy hour ou aquela descontração de uma festa de aniversariante do mês pode ocorrer de forma remota”, ressalta Elaine.

Quanto às habilidades socioemocionais, a solidariedade também vai ser importante na hora dessa transformação nos novos ambientes de trabalho. O home-office mostrou que muitos precisarão se adaptar às novas tecnologias, e quem teve maior dificuldade, também poderá contar com a solidariedade dos colegas de trabalho que agora serão mais virtuais.

“O brasileiro já tem o costume de ser solidário, e este novo profissional que vai atuar com o novo normal do mercado, também terá destaque no ambiente de trabalho”, completa Elaine.

Da Redação

A equipe Intertv Web traz para você as informações e notícias precisas que você precisa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: