Eu preciso de um psicólogo?

A relevância do profissional psicólogo, o seu papel e os benefícios anexados ao cuidado á saúde mental são temas ainda pouco discutidos em nossa atualidade. Entretanto, as diversas campanhas de conscientização espalhadas pelo mundo, estão colocando a psicologia em uma posição de destaque considerável. Ainda assim é necessário um aprofundamento diante de questões que envolvem esta profissão, a fim de sanar as dúvidas que a permeiam, desmistificando a visão, ainda errônea, que muitas pessoas têm a cerca do psicólogo.

“Mas psicólogo não é médico de louco?”
“Eu não preciso fazer terapia, a minha vida é muito boa”

“Terapia é uma vaidade desnecessária”
“Eu não tenho tempo para isso”
Essas são frases ditas e ouvidas, todos os dias, por diversos tipos de pessoas. Elas nos mostram a necessidade desta melhor compreensão a cerca do profissional psicólogo e hoje, NO DIVÃ, nós discutiremos o motivo pelo qual todas as pessoas deveriam, pelo menos uma vez na vida, procurar este profissional.

Saiba que, diferente do que muitos pensam, “ter um psicólogo para chamar de seu” é algo essencial, principalmente nos dias de hoje onde a cobrança, seja na vida pessoal ou profissional, os julgamentos e a crueldade social tiram de nós o tão sonhado equilíbrio.

Dentro destas circunstancias, o profissional psicólogo torna-se uma peça chave que tem como função auxiliar o seu paciente na corrida em prol de abrir caminhos para vencer as dificuldades presentes em sua vida.

É comum pensarmos que estamos imunes às pressões sofridas, diariamente, por todo o nosso corpo, mas ao contrário disso, tais pressões são extremamente prejudiciais, principalmente quando estas não são “observadas” de perto. Apesar disso, é previsível que, muitas pessoas, quando questionadas sobre qual a sua posição diante de uma suposta lista de prioridades, respondam que nem ao menos se lembram da própria existência com a grande carga de compromissos, preocupações e obrigações tidas por elas diariamente.

Isso é triste, pois demonstra que a freneticidade do mundo atual vem gerando um grande descaso da humanidade com relação a si mesmo. Fato que impacta a sociedade como um todo.

Salientar que, quando o assunto é saúde, colocar-se em posição privilegiada não significa egoísmo é algo importante. Fazer com que o ser se perceba e perceba as singularidades do outro é o “ponta pé” inicial para a busca de saúde, conhecimento e bem estar. 

Somos bilhões de pessoas em um mundo imenso, e dentre bilhões não existe um único ser que vive, sente e compreende situações da mesma forma que outro, portanto ao entrar em contato com questões emocionais, saiba que todo problema nasce pequeno, é a negligência que o torna grande e incontrolável, saiba que nem todas as pessoas apresentam sintomas aparentes e gritantes quando estão em sofrimento e que nesta situação a sutileza e a atenção aos pequenos detalhes são essenciais. Lembre-se que toda e qualquer pessoa é única e só ela é capaz de conhece os seus desejos, necessidades e assim conseguir mudar, não sozinha, mas com ajuda profissional.

O psicólogo não terá todas as respostas que você precisa, na realidade não existem respostas prontas, apesar disso ele será um fundamental mediador na sua caminhada rumo a um autoconhecimento extremamente necessário, que o ajudará a encontrar soluções, talvez nunca pensadas, para as suas dificuldades.

Não existe “melhor momento” para cuidar do emocional, toda a hora é hora de olhar para si. A todo o momento novas questões a serem trabalhadas internamente vão surgindo e é ai que “IR AO PSICÓLOGO”, torna-se algo extremamente relevante a toda e qualquer pessoa que queira recuperar o equilíbrio, talvez perdido em algum momento da vida.

A forma como você olha e cuida de si é muito importante e a psicologia esta ai, disponível para lhe ajudar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: