Desabafos de um estranho cidadão…

Estava eu sentada

num banco do jardim,

olhando para as pessoas

que ali passavam por mim.

De repente percebi

um estranho cidadão,

que vinha caminhando

em minha direção.

Ao se aproximar,

com semblante angustiado,

perguntou-me se podia

sentar-se ali, ao meu lado.

Acenando com a cabeça

lhe estendi minha mão,

e assim desabafou

aquele estranho cidadão:

“Sou  um completo fracassado!

Aguardando meu fim, com ansiedade,

vejo toda a sociedade.

Parece que foi inútil tudo que fiz…

E agora, passado o Natal,

chegou meu momento final.”

Examinando-o, atentamente, o reconheci!

Era Dois Mil e Dezessete que estava ali!

“Não” – disse-lhe eu –

“você não morrerá,

mas aposentar-se-á!

É hora de descansar

enquanto outro

trabalha em seu lugar!

Dois Mil e Dezoito

vem com a missão de brindar o povo

com um… FELIZ ANO NOVO!

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: