Saúde de Cravinhos faz balanço final de campanhas de vacinação

Campanhas de combate a Poliomielite, Multivacinação e Sarampo se encerraram na segunda-feira (30/11), em todo o território brasileiro.

Para garantir a prevenção contra a poliomielite, pais ou responsáveis por crianças entre 1 ano a menores de 5 anos deverão puderam durante aproximadamente 60 dias levar os pequenos para tomar a vacina. E simultaneamente ocorreu a campanha de multivacinação, que foi focada na atualização de carteiras vacinais de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. A finalidade era que pessoas nessa faixa etária pudessem receber doses de vacinas importantes e que poderiam estar pendentes, garantindo assim a devida proteção contra os vírus que circulam.

“É de extrema importância que todos estejam atentos à imunização e façam uso desta facilidade que é oferecida gratuitamente. A vacinação é o meio mais eficaz e seguro de proteção contra doenças graves”, diz a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Cravinhos, Gisleine Bosquim.

Foto: Divulgação

Na sexta-feira (04/12), foram fechados os números e feito o balanço final das campanhas de vacinação no município de Cravinhos. Durante a campanha de Poliomielite foram vacinadas 968 crianças entre 1 a 4 anos e ainda 279 menores de um ano de idade. Já na campanha de Multivacinação, na faixa etária de 5 a 14 anos, 975 pessoas procuraram uma das Unidades de Saúde do município, sendo que 576 atualizaram o cartão vacinal, recebendo pelo menos uma dose de alguma das vacinas do calendário.

Vale salientar que no total são oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças.

Foto: Divulgação

Vacinação de Sarampo

O Ministério da Saúde tem realizado uma campanha intensiva contra o sarampo, isso visando interromper e eliminar a circulação do vírus no Brasil. As duas primeiras etapas ocorreram em 2019, com a realização de ações nacionais, em outubro, para crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade. E, a segunda etapa, foi realizada em novembro para a população de 20 a 29 anos. A terceira etapa, que ocorreu entre 10 de fevereiro a 13 de março deste ano, teve como público-alvo a população de 5 a 19 anos.

E agora aconteceu a 4ª etapa de vacinação da campanha, que teve como público-alvo a faixa etária de 20 a 49 anos.

“A principal medida de prevenção e controle do sarampo é a vacinação, disponível durante todo o ano na rotina de vacinação dos serviços de saúde”, comenta Gisleine Bosquim.

O sarampo é uma doença grave e de alta transmissão. Uma pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas. A disseminação do vírus ocorre por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Neste caso, não é necessário o contato direto porque o vírus pode se disseminar pelo ar a metros de distância da pessoa infectada.

No município de Cravinhos, desde a primeira etapa, foram vacinadas 1.422 pessoas durante a campanha.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: