Saúde de Cravinhos já aplicou 690 doses na campanha de combate ao sarampo

Na quarta etapa da campanha de combate ao sarampo o público-alvo são as pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos. Vacinação foi prorrogada até 31 de Outubro.

O Ministério da Saúde tem realizado uma campanha intensiva contra o sarampo, isso visando interromper e eliminar a circulação do vírus no Brasil. As duas primeiras etapas ocorreram em 2019, com a realização de ações nacionais, em outubro, para crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade. E, a segunda etapa, foi realizada em novembro para a população de 20 a 29 anos. A terceira etapa, que ocorreu entre 10 de fevereiro a 13 de março deste ano, teve como público-alvo a população de 5 a 19 anos.

E agora acontece a 4ª etapa de vacinação da campanha, que tem como público-alvo a faixa etária de 20 a 49 anos, que totaliza mais de 90 milhões de pessoas em todo o Brasil.

“A principal medida de prevenção e controle do sarampo é a vacinação, disponível durante todo o ano na rotina de vacinação dos serviços de saúde. A campanha da quarta etapa iria até o dia 31 de agosto, mas o Ministério da Saúde achou por bem prorrogar até o último dia de Outubro.”, comenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Gisleine Bosquim.

Foto: Divulgação

O sarampo é uma doença grave e de alta transmissão. Uma pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas. A disseminação do vírus ocorre por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Neste caso, não é necessário o contato direto porque o vírus pode se disseminar pelo ar a metros de distância da pessoa infectada.

“As Secretarias municipais de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, tem alertado toda população quanto a à importância da vacinação contra o sarampo, mesmo com a pandemia da Covid-19. Só através da vacina que todos poderão estar imunizados do sarampo”, revela Gisleine.

Foto: Divulgação

No município de Cravinhos já foram aplicadas 690 doses da vacina de combate ao sarampo. E a campanha se estenderá até o dia 31 de Outubro, sendo que quem estiver na faixa etária de 20 a 49 anos e ainda não tomou a vacina pode se dirigir até uma das quatro Unidades de Saúde, de 2ª a 6ª feira, das 7h30 às 16h.

Vale salientar que é preciso levar a carteirinha de vacinação ou um documento com foto.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: