Confira o que acontece no agronegócio

O que acontece durante a semana no agronegócio você acompanha toda semana aqui na Intertv Web.

O colunista Gustavo Batista traz toda semana na coluna “Agro Minuto”, o que aconteceu na semana no mundo do agronegócio. Acompanhem!

OVO MAIS CARO

Com o fim da Quaresma as vendas de ovos tiveram queda. Isso pressionou as negociações e os preços caíram. Resultado: interrupção na alta da proteína que atingiu em abril o maior valor desde 2013. Mesmo assim, os preços ainda estão elevados para este período. A caixa de 30 dúzias do ovo branco que chegou a R$ 116,00, já é comercializada no atacado por R$ 108,00 segundo o CEPEA, e pode cair mais dependendo do consumo nas próximas semanas.

CUSTO PRODUTOR DE LEITE

A pecuária leiteira ainda se recuperava da greve dos caminhoneiros de 2018 e sofre agora com a pandemia. A quarentena diminuiu o consumo e pressionou os preços do setor. Dados da Scot Consultoria apontam que o custo até caiu em abril ficando com alta de 12,9%, mas as margens estão apertadas. Quase 50% menor que no mesmo período do ano passado. Com isso, a recomendação é: avaliar a nutrição, fazer boa compra de insumos e realizar a secagem das vacas em baixa produção.

Com o fim da Quaresma as vendas de ovos tiveram queda
Foto: AgroSaber

SAFRA DE CANA 2020/2021

O primeiro levantamento do ciclo 20/21 aponta a moagem de 22 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de abril na região centro-sul. A produção de etanol alcançou 981 milhões de litros – alta de 32%, já a fabricação de açúcar atingiu 948 mil toneladas – mais que o dobro da temporada passada. O que já demonstra que a safra será mais açucareira. São 178 usinas que já estão em operação.

PREÇOS CARNES

Os valores das carnes suína e de frango continuam em queda. O ritmo de abate nos frigoríficos caiu e as negociações têm preços cada vez mais baixos. Em relação aos frangos, o tipo resfriado é o mais impactado pela paralisação nos serviços de alimentação como restaurantes e hotéis. O quilo atingiu R$ 3,87 em São Paulo na última quinta-feira. Queda de 17% em relação a março. Já o preço do quilo do suíno vivo em abril chegou a R$ 4,35 também no estado de São Paulo, ou seja, 25% mais baixo que no mês passado. Enquanto isso, a carne bovina segue com cotações firmes com a arroba próxima de R$ 200.

O primeiro levantamento do ciclo 20/21 aponta a moagem de 22 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de abril
Foto: Usina Moreno

COLHEITA CAFÉ

Os produtores de café arábica concentrados principalmente em São Paulo e Minas Gerais estão preocupados com a falta de mão-de-obra para a colheita do grão a partir de maio. Há dúvidas em relação a oferta de trabalhadores e a acomodação deles e como vai funcionar a logística durante o período de quarentena na pandemia do novo coronavírus. O ano de 2020 é de bienalidade alta e a expectativa é colher 60 milhões de sacas de 60 quilos. Com o dólar em alta e a possibilidade do estoque mundial ficar baixo, o preço da saca está positivo, próximo de R$ 600.

EXPORTAÇÕES AGRO PAULISTA

No primeiro trimestre de 2020, o agronegócio do estado de São Paulo comercializou para outros países US$ 3,47 bilhões e importou US$ 1,38 bilhões. Os cinco principais grupos exportados foram: Complexo Sucroalcooleiro (US$ 924,8 milhões), Carnes (US$ 511,8 milhões), Complexo de Soja (US$ 436,1 milhões), Produtos Florestais (US$ 412,2 milhões) e Sucos (US$ 336 milhões). Os dados são do Instituto de Economia Agrícola.

Os produtores de café arábica concentrados principalmente em São Paulo e Minas Gerais estão preocupados com a falta de mão-de-obra para a colheita
Foto: BrasilAgro

Gustavo Batista

Gustavo Batista é jornalista há 20 anos com pós-graduação em gestão de comunicação. Tem experiência em rádio, tv, assessoria de imprensa e meios digitais. Já atuou em canais de tv como TV Clube, TV Record e TV Thathi. Atua há 10 anos no setor de Agronegócio.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: