Confira o que acontece no agronegócio

O que acontece durante a semana no agronegócio você acompanha aqui na Intertv Web.

O colunista Gustavo Batista traz toda semana na coluna “Agro Minuto”, o que aconteceu na semana no mundo do agronegócio. Acompanhem!

ESTIMATIVA SAFRA 2020/2021

A Conab confirma mais uma vez a maior produção de grãos da história na safra 2020/21 com 268,9 milhões de toneladas. O volume representa 11,9 milhões de toneladas ou 4,6 % a mais do que a temporada de 2019/2020. A nova estimativa considera a recuperação da produtividade das culturas da soja e do milho primeira safra.

A produção de soja deve alcançar 135 milhões de toneladas, confirmando o país como o maior produtor mundial da oleaginosa. A área de cultivo está estimada em 38,2 milhões de hectares. Já a safra total de milho também deverá ser a maior da história, com produção estimada em 104,9 milhões de toneladas, colhidas em 18,4 milhões de hectares. As duas são as principais culturas do país.

Em relação a outras culturas, a produção de feijão está estimada em 3,1 milhões de toneladas, algodão em pluma deve chegar a 2,7 milhões de toneladas e arroz em sequeiro e irrigado em 11 milhões de toneladas.

(Fonte: CONAB)

EXPORTAÇÕES AGRICULTURA

Até outubro, as vendas para outros países estão assim: pluma de algodão com o comércio de 1,4 milhão de toneladas, 31% a mais do que o acumulado do mesmo período no ano passado.

Em relação ao milho, para o ano safra atual, foi mantida a previsão de exportações em 34,5 milhões de toneladas. Para a soja, a expectativa de venda para o mercado externo está em torno de 82,7 milhões de toneladas.

(Fonte: CONAB)

A Conab confirma mais uma vez a maior produção de grãos da história na safra 2020/21 com 268,9 milhões de toneladas
Foto: Portal de Notícias do IBGE

EXPORTAÇÃO CAFÉ

O Brasil exportou 4,1 milhões de sacas de café e bate novo recorde histórico para o mês de outubro. No ano, o país já vendeu 35 milhões de sacas de café, o melhor resultado histórico para o período. O valor comercializado foi de US$ 4,4 bilhões. O café arábica representou 81,4% do volume total exportado, equivalente a 3,3 milhões de sacas. Os principais destinos foram Estados Unidos, Alemanha, Bélgica, Itália e Japão.

(Fonte: CECAFE)

CAFÉS ESPECIAIS

Da quantidade total de café brasileiro exportado no ano, 6 milhões de sacas, equivalente a 17,2%, foram de cafés diferenciados com certificação de boas práticas. É o segundo maior volume do tipo de café exportado para o período nos últimos cinco anos. A receita cambial gerada com a exportação de cafés diferenciados foi de US$ 980,4 milhões. Os principais destinos dos cafés diferenciados foram Estados Unidos, Alemanha e Bélgica.

Da quantidade total de café brasileiro exportado no ano, 6 milhões de sacas, equivalente a 17,2%, foram de cafés diferenciados
Foto: Portal de Notícias

EXPORTAÇÕES CARNE SUÍNA

O comércio de carne suína para outros países acumula alta de 40,4% em 2020 com 853 mil toneladas. A receita em dólar é 48,5% superior neste ano com US$ 1,876 bilhão em 2020. Entre os cinco maiores importadores estão China, Hong Kong, Singapura, Vietnã e Chile. Santa Catarina é o estado que mais exporta.

(Fonte: ABPA)

EXPORTAÇÕES FRANGO

As exportações brasileiras de carne de frango mantém alta nos 10 primeiros meses em 2020, na comparação com o mesmo período de 2019.  Ao todo, foram embarcadas 3,498 milhões de toneladas. Em receita, as vendas do setor totalizaram US$ 5,066 bilhões. A China segue como principal destino da carne de frango brasileira em 2020. O Paraná é o maior estado exportador.

(Fonte: ABPA)

O comércio de carne suína para outros países acumula alta de 40,4% em 2020 com 853 mil toneladas
Foto: Portal do Agronegócio

PROGRAMA CONTRA INCÊNDIOS

O Indicador de Investimentos em Ações de Prevenção e Combate de Incêndios em Canaviais mostra que em 3,3 milhões de hectares foram investidos R$ 228 milhões para evitar e combater incêndios em 2020. O levantamento foi feito em 93 unidades produtoras de açúcar, etanol e energia na região Centro-Sul do Brasil. Os incêndios nos canaviais prejudicam o setor sucroenergético com redução da brotação do futuro canavial e a perda de longevidade, além da mudança de todo o cronograma da colheita e as perdas de operações de cultivo já realizadas, como adubação e controle de ervas daninhas.

(Fonte: ÚNICA)

CARÊNCIA AFTOSA

A Secretaria de Agricultura de São Paulo retirou a carência para transporte de bovídeos após vacinação contra febre aftosa.

A medida beneficia o produtor rural que não precisará aguardar até 15 dias para movimentar os animais. Basta vacinar os bovídeos da propriedade que tenham de zero a 24 meses de idades, declarar a vacinação no sistema Gedave e já será possível emitir a GTA. A campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado vai até o dia 30 de novembro e a comprovação da vacinação até o dia 7 de dezembro.

(Fonte: Secretaria de Agricultura SP)

O Indicador de Investimentos em Ações de Prevenção e Combate de Incêndios em Canaviais mostra que em 3,3 milhões de hectares foram investidos R$ 228 milhões para evitar e combater incêndios em 2020
Foto: Divulgação

Gustavo Batista

Gustavo Batista é jornalista há 20 anos com pós-graduação em gestão de comunicação. Tem experiência em rádio, tv, assessoria de imprensa e meios digitais. Já atuou em canais de tv como TV Clube, TV Record e TV Thathi. Atua há 10 anos no setor de Agronegócio.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: