Procon fiscaliza estabelecimentos comerciais de Cravinhos

A documentação requerida pela Fundação Procon permitirá que, em análise posterior, seja possível identificar a variação do preço dos principais produtos ofertados pelos comerciantes.

O Procon de São Paulo iniciou a “Operação Covid”, em 18 de março, e as equipes dos Núcleos Regionais estão realizando a fiscalização em mais de três mil estabelecimentos comerciais no Estado de São Paulo, com o objetivo de combater o aumento injustificado de preços. Desses 2.908 estabelecimentos foram notificados para justificarem o aumento dos preços.

Do total acima, 2.148 estabelecimentos foram fiscalizados presencialmente, dentre farmácias, supermercados, hipermercados e outros locais, e 85% (1.822) foram notificados a apresentar notas fiscais para verificação da prática abusiva. Essas fiscalizações ocorreram em 217 municípios do estado.

Um desses municípios foi Cravinhos, em que a equipe do Núcleo Regional Ribeirão Preto da Fundação Procon São Paulo, composta pelos especialistas Raíssa Baldochi, Lamartine Nascimento, Sandro Oliveira e Ary Fagundes de Almeida Neto, esteve na quarta-feira (03/06), para realizar a fiscalização em diversos estabelecimentos comerciais. O procedimento ainda contou com a participação da coordenadora do Procon Municipal, Lucélia Gaspar da Silva.

Fiscalização foi realizadas em supermercados, farmácias e diversos outros estabelecimentos comerciais
Foto: Divulgação

“A intervenção pretende monitorar a oscilação do preço de alguns produtos fundamentais na cesta básica do consumidor, expostos nas gôndolas do comércio local, especialmente em razão de episódios de abusividade constatados após o início da Pandemia de Coronavírus”, explica a coordenadora do Núcleo Regional Ribeirão Preto do Procon, Solange S. Prado.

A documentação requerida pela Fundação Procon permitirá que, em análise posterior, seja possível identificar a variação do preço dos principais produtos ofertados pelos comerciantes, de modo a viabilizar a identificação e coibição de eventuais abusos.

“Outras ações estão programadas para serem realizadas no município em breve. Destacamos também o trabalho exemplar que tem sido desenvolvido no município pela coordenadora do Procon Municipal, Lucélia Gaspar”, ressalta Solange Prado.

Com isso, até agora o Procon já atuou em 330 municípios, ou seja em mais da metade do Estado. Segundo o secretário estadual de Defesa do Consumidor, Fernando Capez, a ação dos fiscais tem sido de suma importância para que não ocorra “explosão de preços”.

A coordenadora do Núcleo Regional Ribeirão Preto do Procon, Solange S. Prado, juntamente, com a coordenadora do Procon Municipal, Lucélia Gaspar da Silva
Foto: Divulgação

“A ação dos fiscais, em todo interior e capital, arriscando as suas próprias vidas com a contaminação do coronavírus, corajosamente impediu que os preços fossem elevados. Com isso o preço do botijão de gás de 13 kg estabilizou abaixo de R$ 70,00 e os preços do álcool em gel caíram de R$ 90,00 para R$ 15,00. O mesmo ocorreu com o preço das máscaras e com os gêneros alimentícios. A atuação do Procon está sendo fundamental para evitar desabastecimento e impossibilidade da aquisição de produtos de alimentação básica e de proteção contra a propagação do coronavírus”.

Vale salientar que novas fiscalizações devem acontecer em Cravinhos e região nos próximos dias.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: